19/12/2021 às 03h36min - Atualizada em 19/12/2021 às 03h36min

Ronaldo compra ações do Cruzeiro e promete gestão eficiente

Ex-jogador poderá controlar as ações da agremiação e agir como dono; ele não deu detalhes do plano para tirar o clube da crise

Paulo Octávio
Ronaldo após divulgação do acordo. Foto: DIvulgação/Globo Esporte/Cruzeiro

Uma notícia abalou o mundo do futebol brasileiro neste sábado (18). O Cruzeiro anunciou que o ex-jogador Ronaldo adquiriu 90% das ações do time por 400 milhões de reais, com investimentos da empresa Tara Sports. Assim, o agora empresário será o acionista majoritário da agremiação e pode controlar o clube como se fosse um “dono”. 

As negociações para compra das ações começaram em janeiro, mas só após a votação da assembleia -- que liberou que 90% das ações fossem negociadas; antes a porcentagem era de 49% -- ocorrida nesta sexta (17), o acordo pôde ser concretizado.  

“Futebol brasileiro precisa dessa mudança radical para voltar a crescer e ser competitivo”, disse Ronaldo em entrevista para Bruno de Lucca nas redes oficiais do empresário. O ex-atleta disse que quer entender o momento atual do time para saber como agir. 

Apesar da empolgação, ainda não está claro quais são os planos que o jogador tem para tirar o Cruzeiro da crise. O anúncio detalhado deve ser feito em 2 de janeiro, dia do aniversário de 101 anos da instituição. Ronaldo pediu para que o torcedor compareça nessa “que será uma grande festa”. 

Antes de cortar o bolo, o clube precisa sair do transfer ban, punição da FIFA que impede o registro de novos atletas. Para conseguir sanar esse problema e ter um feliz aniversário tem que pagar uma dívida de 15 a 20 milhões de reais para duas agremiações: o Defensor (Uruguai), pela compra do Arrascaeta, e para o Mazatalán (México), por Riascos. Caso consiga ainda este mês pode anunciar e regularizar as contratações de Jailson, Pará e Maicon. 

Mas não é só isso. A dívida total da equipe está na casa do um bilhão de reais e a receita, segundo dado mais recente da Itaú BBA, caiu para 120 milhões de reais; em 2019 foi de 303 milhões. O time vai para sua terceira temporada seguida na segunda divisão nacional. 

Uma pista sobre as suas atitudes de Ronaldo está no que ele fez com o Villadolid. Ele comprou 71% das ações dos espanhóis em 2017. Na época, a instituição tinha uma dívida de 63 milhões de euros e um faturamento de 18 milhões. Com o fenômeno, os dividendos caíram para 45 milhões -- e muitas puderam ser parceladas -- e a receita subiu para 54 milhões por ano. Mesmo assim o clube foi rebaixado para série B nacional.  

 

O torcedor espanhol não gostou do acordo do Ronaldo com Cruzeiro. Segundo jornal AS, “Em Valladolid a sensação foi de surpresa. Era de caráter público que o presidente da entidade estava em seu país realizando diversas atividades, mas se desconhecia qualquer tipo de operação. Agora a pergunta que se faz a torcida é se isso significa uma possível saída do clube, ou ao contrário, será o início da criação de um grupo ao estilo do Manchester City, com uma propriedade que tem clubes em vários continentes” 


No Corinthians, o fenômeno teve papel importante. Segundo Basílio, herói do título de 1977, o ex-atacante revolucionou o Timão “Hoje nós temos o privilégio de ter um CT de primeiro mundo. Fora isso, nós temos uma arena. Uma arena que tem o dedo dele [Ronaldo] também. Foi muito fundamental a sua participação na construção desta nossa casa”, disse para o Gazeta Esportiva.  

Embora não tenha conseguido o objetivo principal, que era a Libertadores no ano do centenário, ele ajudou os paulistas a firmarem as bases para o título de 2012 e antes venceu o Paulistão e Copa do Brasil de 2009, um ano depois de voltar para primeira divisão. 

Esse pode ser um pontapé inicial para novos investimentos no futebol brasileiro. José Berenguer, ceo da XP, felicitou o Ronaldo e disse que o Botafogo será o próximo time e a ter suas ações adquiridas por um grande investidor. Mas não falou se será a XP que vai comprar e nem quando será. 

Ronaldo começou sua carreira profissional no Cruzeiro no segundo semestre de 1993. Aos 16 anos, ele saiu do São Cristovão (RJ) para o clube mineiro. Na Raposa, fez 56 gols em 58 jogos. Mas sua passagem foi breve e não teve títulos. Em agosto de 1994, foi transferido para o PSV,  da Holanda, por seis milhões de dólares. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »