04/03/2022 às 19h09min - Atualizada em 04/03/2022 às 17h33min

Resenha da minissérie Inventando Anna

A nova minissérie de drama da Netflix conta a história de uma falsa herdeira que enganou a elite nova iorquina

Beatriz Costa Rodriguez - editado por Larissa Nunes
Minissérie Inventando Anna. (Foto: Reprodução / Netflix)

Inventando Anna é a mais nova minissérie da Netflix que chegou no catálogo no dia 11 de fevereiro, e com apenas 10 dias chegou ao Top 1 dos títulos assistidos no Brasil. A produção acompanha a história de Anna, uma socialite russa que consegue manipular toda a alta sociedade de Manhattan, fingindo ser uma rica herdeira alemã.
 

A série começa com a Anna na prisão e a jornalista Vívian, que trabalha para a Manhattan magazine, que vê o caso da golpista e decide escrever uma matéria sobre. Ao longo dos episódios, acompanhamos todo o processo de entrevista e apuração jornalística de Vivian tentando investigar como a socialite de apenas 26 anos conseguiu manipular toda a elite de Nova Iorque.
 

Vivian entrevista todos os amigos e pessoas próximas de Anna ao longo dos episódios, montando cada peça do quebra-cabeça para tentar desvendar os golpes da protagonista em um artigo investigativo. A falsa herdeira era visionária, ambiciosa e decide montar a Fundação Anna Delvely um clube privativo de arte e cultura, mas para conseguir isso ela precisava de dinheiro. Então, a protagonista enganou bancos e empresários para conseguir um empréstimo com a justificativa que pagaria tudo quando seu pai liberasse seu fundo miliário.
 


A jornalista Vivian está grávida e a poucos meses de ter seu bebê, ela vê o caso de Anna como uma oportunidade de um furo que pode alavancar para cima a sua carreira antes que ela entre na maternidade de fato. A série se passa em duas linhas temporais, no presente vemos Vivian fazendo apuração dos fatos do caso enquanto Anna está na prisão, e na segunda, vemos cada passo que a golpista tomou para manipular amigos, empresários, grandes bancos, hotéis e até companhias áereas para conseguir sustentar sua vida de luxo.
 

Inventando Anna é baseada em fatos reais, mas assim como é citado no começo de cada episódios, exceto pelas partes que foram completamente inventadas, a produção foi inspirado no artigo publicado em 2018 Jessica Pressler para a New York Magazine.
 

A trama baseada em fatos reais retrata os golpes aplicados por Anna, nascida na Rússia, em 1991. A moça veio de uma família simples, e se mudou para a Alemanha em 2007, passando ainda por Londres e Paris até chegar em Nova Iorque.


A série é criação de Shonda Rhimes, diretora de grandes produções de sucesso como Grey’s Anatomy, Brigertoon, scandal e How To Get Away of murder e conta com nove episódios de em média 1 hora por episódio. A protagonista é interpretada por Júlia Garner (Ozark), Anna Chlumsky (Veep), Arian Moayed (Succession), Laverne Cox (Orange is the New Black), Katie Lowes (Scandal), Anders Holm (Brooklyn Nine-Nine), Jeff Perry (Scandal), Terry Kinney (Oz), Anna Deavere Smith (For the People) e Jennifer Esposito (The Boys) integram o elenco.


Logo, Inventando Anna é um drama rápido e envolvente sobre uma jovem que cometeu crimes de fraude e estelionato, no caminho de tentar criar sua fundação de arte. Ao longo dos episódios, a série mostra não só como ela arquitetou e colocou em prática seus golpes, mas também como eles afetaram as pessoas em sua volta.


 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »