06/03/2022 às 14h25min - Atualizada em 06/03/2022 às 14h02min

No primeiro clássico do ano, Atlético e Cruzeiro se enfrentam em busca da liderança

Duelo será o primeiro com a presença de público após o início da pandemia; torcedor morre em confronto entre torcidas

Maria Clara Valle - labdicasjornalismo.com
O Cruzeiro saiu vencedor do último clássico, em 2021. Foto: Fred Magno/O Tempo

Atlético e Cruzeiro se enfrentam, neste domingo, às 18h, pela nona rodada do Campeonato Mineiro. O clássico vale a liderança da competição já que os dois times estão empatados na ponta com 19 pontos -- Galo tem a vantagem no saldo de gols. E o jogo marcará a volta da torcida após dois anos sem presença no duelo. O último jogo entre os rivais que contou com presença de público aconteceu no dia 7 de março de 2020.

 
As equipes também irão protagonizar o duelo entre os artilheiros Hulk e Edu. O camisa sete do Galo tem sete gols marcados no campeonato, enquanto o imperador celeste balançou as redes cinco vezes.

Lado triste é ocorreu briga generalizada no bairro Boa Vista, em Belo Horizonte (13 KM do Mineirão), no começo desta tarde. Uma pessoa morreu e outra foi baleada; ninguém foi preso. Anteriormente a polícia tinha informado que o torcedor foi reanimado e levado para o pronto socorro João XXIII.  A fala de uma pessoa que assistiu e filmou a confusão retrata uma preocupação: "se aconteceu isso antes do jogo, imagina depois?"
 

ATLÉTICO

 

O Galo, que vem de vitória diante do Pouso Alegre e embalado pela conquista da Supercopa do Brasil, entra em campo para tentar vingar a última derrota para a Raposa, em 2021. Para isso, o técnico Antonio Mohamed terá a volta de Mariano, Godín, Jair e Hulk, poupados na última partida, e irá com força máxima para o duelo. Por outro lado, não deverá contar com o meia atacante Matías Zaracho; a disputa pela vaga fica entre Vargas, Ademir e Savarino.

 

Líder do Mineiro pelo saldo de gols, o Atlético é favorecido pelo empate e, no caso deste resultado, seguirá na liderança.

 

Provável escalação: Everson; Mariano, Nathan Silva, Diego Godín e Guilherme Arana; Allan, Jair e Nacho; Vargas (Ademir), Keno e Hulk.

 

CRUZEIRO

 

Vindo de empate diante do Villa Nova, no Mineiro, e de goleada por 5 x 0 sobre o Sergipe, na Copa do Brasil, o Cruzeiro espera ganhar, mais uma vez, o duelo contra o Atlético, mesmo não sendo cotado como favorito. Sem o técnico Pezzolano, suspenso, a Raposa vai para o jogo sob o comando de Martín Varini e com dúvidas no meio campo e no ataque. Giovanni, com dores na coxa, fica fora e fará com que a equipe comece com uma formação mais defensiva, podendo acionar Fernando Canesin

 

Diante da falta de Waguininho, fora com dores musculares, o ataque do Cruzeiro será modificado e isso abre a possibilidade da volta de Vitor Leque ou de Vitor Roque como titular. Além dos desfalques, a Raposa não contará com o zagueiro Maicon, vendido ao Santos, e Thiago, vendido ao Ludogorets, da Bulgária.

 

Provável escalação: Rafael Cabral; Rômulo, Lucas Oliveira, Eduardo Brock e Rafael Santos; Willian Oliveira, Pedro Castro e Filipe Machado (Fernando Canesin); João Paulo, Vitor Leque (Vitor Roque) e Edu.

 

HISTÓRICO DO CONFRONTO

 

Até mesmo o histórico do confronto coloca em prova a rivalidade que o clássico carrega. Cruzeiro e Atlético apresentam números diferentes. De acordo com o Galo, foram realizadas 515 partidas, com 207 vitórias, 171 derrotas e 137 empates. Já a Raposa alega que enfrentou o rival em 497 jogos, sendo 194 vitórias, 170 derrotas e 132 empates.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »