20/03/2022 às 18h31min - Atualizada em 20/03/2022 às 18h18min

Charles Leclerc vence no Bahrein e conquista a primeira corrida da temporada

Ferrari consegue dobradinha e fica em primeiro e segundo lugar, algo inédito desde 2019

Ana Carolina Gomez - labdicasjornalismo.com
Charles Leclerc e Max Verstappen disputando posição FOTO: Clive Mason/ Gettyimages
A primeira corrida da temporada de Fórmula 1 de 2022  disputada neste domingo (20), no Circuito Internacional do Bahrein, teve muitas surpresas. O atual campeão, Max Verstappem (Red Bull), começou a corrida em segundo e tentou ir para a primeira colocação, porém Charles Leclerc (Ferrari) conseguiu defender a sua posição. No final, o carro de Max deu problema e ele teve que abandonar assim como o seu colega de equipe, que também sofreu com problemas no carro.

O Top 10 foi composto por Carlos Sainz (Ferrari), Sérgio Perez (Red Bull), Lewis Hamilton (Mercedes), Valteri Bottas (Alfa Romeo), Kevin Magnussen (Haas), Fernando Alonso (Alpine), George Russel (Mercedes) e Pierre Gasly (AlphaTauri).

A vitória em Sakhir é a terceira do Charles Leclerc na categoria, e mostrou uma Ferrari bastante forte já no começo do ano, confirmando as expectativas geradas nos testes da pré-temporada. De quebra a escuderia conseguiu uma dobradinha com Carlos Sainz, algo que não acontecia desde 2019. Lewis Hamilton terminou em terceiro.

A CORRIDA

Na largada, já ficou nítido que o Grande Prêmio de Bahrein proporcionaria uma ótima disputa entre Charles Leclerc e Max Vestappen. A rivalidade dos dois vem desde a época dos karts, então quem vencesse sentiria um gostinho especial. O monegasco e o neerlandês protagonizaram uma das disputas por posições daquelas que o público gosta.

O Max Verstappen fez a sua parada nos boxes uma volta antes, durante a primeira janela de trocas, e conseguiu diminuir a diferença, que era de 3s e passou para 0s3. Por três voltas em sequência, Verstappen ultrapassou Leclerc entre as curvas um e dois. E por três voltas seguidas, o monegasco recuperou a liderança.

Ainda na largada, Hamilton passou Perez, e passou a ocupar a quarta colocação. Magnussen, que retorna a Fórmula 1, também deixou o piloto da Red Bull para trás e concluiu a primeira volta em quinto. Bottas despencou para o meio, onde o piloto da AlphaTauri, Tsunoda, havia ganhado quatro posições. Ocon (Alpine) bateu em Mick Schumacher (Haas) e acabou sendo punido com cinco segundos.

Durante a volta 46, o carro do Pierre Gasly teve uma pane no motor, o piloto parou logo na saída da terceira curva com a traseira de seu carro em chamas. Os fiscais foram rápidos para apagar o incêndio do carro da AlphaTauri, mas este causou a entrada do safety-car, o primeiro desta temporada. A entrada do safety-car fez com que a Ferrari chamasse o Charles para os boxes para a troca de pneus, já que era o único que ainda estava com os pneus velhos e a sua grande vantagem seria destruída com a aproximação do pelotão devido ao safety-car.

Durante a volta 54, o piloto da Red Bull precisou abandonar a corrida após sentir uma piora do problema e seu volante, o piloto já havia reclamado com a equipe sobre a situação, ele avisou na volta 20 que estava tendo problemas com os freios e que estava impossível de correr com eles, assim que o safety-car foi acionado. Verstappen voltou a reclamar cada vez mais sobre os problemas que estava tendo para dirigir, porém faltando três voltas para o final da corrida, o problema em seu volante se agravou e o pilote teve que deixar a corrida.

Através do rádio, Max avisou à equipe que não estava conseguindo pilotar o carro em altas velocidades, pois o volante estava endurecendo. Sendo assim, o piloto perdeu o segundo lugar para o Carlos Sainz e também acabou sendo ultrapassado por outros carros, até que sua equipe o chamou para ir para os boxes.

Na última volta da corrida, o companheiro de equipe de Max Vertappen, o Sérgio Pérez também teve que abandonar a corrida, após tentar defender o terceiro lugar de Lewis Hamilton e viu o motor de seu carro cortar no final da reta principal. Logo, a equipe de Christian Horner deixa a primeira etapa de 2022 sem ponto nenhum.

A McLaren teve uma estreia lamentável, ficando nas últimas posições boa parte da corrida. No final os pilotos Daniel Ricciardo e Lando Norris, terminaram respectivamente em 14° e 15°.

A equipe que surpreendeu a todos foi a Haas, que tem como pilotos o Kevin Magnussen e o Mick Schumacher. O primeiro terminou em quinto, conseguindo 10 pontos para a equipe, e o segundo terminou em 11°. Em toda a temporada passada, a equipe americana não conseguiu nenhum ponto.

A classificação final foi: Leclerc em 1°, Sainz em 2°, Hamilton em 3°, Russel em 4°, Magnussen em 5°, Bottas em 6°, Ocon em 7°, Tsunoda em 8°, Alonso em 9°, Zhou em 10°, Schumacher em 11°, Stroll em 12°, Albon em 13°, Ricciardo em 14°, Norris em 15°, Latifi em 16° e Hulkenberg em 17° (este correu no lugar de Vettel que testou positivo para Covid-19). Perez, Verstappen e Gasly não terminaram a corrida.
 
Próxima corrida
A segunda corrida da temporada 2022 acontecerá no próximo domingo (27) em Jeddah na Arábia Saudita.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »