29/05/2022 às 00h57min - Atualizada em 28/05/2022 às 18h41min

Real Madrid vence o Liverpool e conquista sua 14º Champions League

O clube merengue contou com o gol decisivo de Vinícius Junior e as defesas importantes de Courtois para levantar a taça em Paris

Tiago Silva - labdicasjornalismo.com
Marcelo levanta a taça da UEFA Champions League. Fonte: Trivela/Getty Images/Divulgação.
A Europa é merengue pela décima quarta vez! O Real Madrid venceu o Liverpool por 1 a 0 neste sábado (28), em partida válida pela final da Champions League, no Stade de France, em Paris. O gol do título foi marcado por Vinícius Júnior, aos 14 minutos do segundo tempo.

Os momentos que antecederam o jogo ficaram marcados pelo atraso de 37 minutos para seu início. Isso foi provocado pela confusão causada por uma  parcela torcedores que, sem ingresso, burlaram a segurança do estádio, pularam a cerca e entraram de todas as formas possíveis. Durante os noventa minutos de jogo, houve uma invasão na hora da festa, mas sem graves confusões.

Já a partida em si teve um Liverpool que se impôs em grande parte do jogo, criou mais jogadas e foi  mais efetivo nas execuções aéreas, mas que parou nas defesas de Courtois. Alexander-Arnold, Sadio Mané e Mohamed Salah se destacaram ofensivamente, enquanto Fabinho e Konaté foram firmes na defesa em boa parte do jogo. Firmino, entre os reservas, foi o que melhor entrou em campo com suas participações no meio do segundo tempo, mas não foi o suficiente para empatar o jogo.

O Real Madrid teve apenas dois chutes ao gol durante toda a partida, sendo um deles o que resultou no gol da vitória, mas apresentou perigo em seus contra-ataques, que poderiam resultar em mais finalizações ou gols, não fossem os impedimentos marcados pela arbitragem e por Ceballos e Casemiro que, quando tiveram chances de finalizar, optaram pelo passe. Além de Courtois e Vinícius Júnior, destaques da partida, Éder Militão, Valverde e Benzema também tiveram boa atuação em campo.


A conquista dos blancos marca uma série de feitos coletivos e individuais. A equipe espanhola chega ao dobro do número de taças que o segundo maior campeão da competição, o Milan, tem - o clube italiano possui sete no total. Carlo Ancelotti conquista seu quarto torneio como técnico e, somados aos dois como jogador, totaliza seis conquistas da competição.

Já o grupo de jogadores composto por MarceloKarim BenzemaCasemiroCarvajalGareth BaleLuka ModrićIsco e Nacho chegam a cinco títulos conquistados, igualando um grupo com outros dez jogadores, dentre eles Cristiano RonaldoAlfredo Di StéfanoPaolo Maldini e Alessandro Costacurta.  Todos estes estão empatados na segunda posição da lista, perdendo apenas para Francisco "Paco" Gento (1933 - 2022), que possui seis taças no período em que jogou pelo Real Madrid, entre 1956 e 1966, sendo cinco conquistas consecutivas.

1º TEMPO

O Liverpool começou com tudo, aplicou uma pressão ofensiva e induziu o Real Madrid ao recuo, além de dificultar a saída de bola merengue. O efeito desta estratégia chegou aos 15 minutos, com a primeira chance de perigo do jogo: pela esquerda, Henderson ajeita de cabeça para Alexander-Arnold, que dribla três marcadores e cruza para Salah. O atacante egípcio chuta sem jeito, mas o suficiente para trazer perigo a Courtois, que espalma. Foi a primeira grande defesa do goleiro belga na partida.

Cinco minutos depois e com outras duas defesas seguras, Courtois trabalhou novamente. Thiago Alcântara inicia a jogada no meio campo, tabela com Robertson e toca pelo meio para Sadio Mané. O atacante senegalês dribla dois marcadores e chuta no canto direito do goleiro merengue, que espalma e conta com a trave para que a bola não entrasse. Esta foi a chance mais clara que os reds tiveram no jogo.

A primeira chance perigosa dos merengues veio aos 24 minutos, quando Vinícius Júnior, pela esquerda, cruzou alto o suficiente para que a bola fosse direto ao gol. Porém, Alisson agarrou com segurança. 

O jogo se acalmou durante mais de quinze minutos, mas com o Liverpool mantendo seu domínio de posse de bola e com a iniciativa de movimentar o jogo. Mas aos 42 minutos, um lance polêmico veio à tona: Alaba, do meio de campo, lançou a bola para Benzema, que ultrapassou os zagueiros, tenta driblar Alisson, mas não conseguiu chutar a bola. Na sequência, Konaté e Fabinho tentam evitar o chute de Carvajal, e Benzema aproveita a sobra para marcar o gol. O bandeira marcou impedimento do atacante francês, que estava atrás do goleiro do Liverpool e, após longa análise do VAR, o gol foi anulado. A dúvida ficou em torno da sobra de bola, se o toque de Fabinho foi na intenção de jogar e afastar ou se foi involuntário.

2º TEMPO

O Liverpool manteve o domínio da posse de bola e continuou a trazer perigo aos merengues. No primeiro minuto da etapa, Salah toca para Luíz Díaz pela direita, que cruza na área. Alexander-Arnold não consegue o cabeceio.

Porém, no único momento em que a defesa dos reds falhou, o Real Madrid aproveitou para marcar. Aos 13 minutos, Casemiro toca para Valverde que, pela direita e sem marcadores, conduz até o início da grande área. Os marcadores do Liverpool - principalmente Arnold -, preocupados com Karim Benzema, não percebem que Vinícius Júnior estava livre na ponta esquerda. E foi justamente nele que o cruzamento rasteiro do camisa 15 merengue é direcionado. 1 a 0 para o Real Madrid, sem chances para Alisson defender.

Apesar do gol, o Liverpool não se abalou e continuou a busca pelo gol. Aos 18 minutos, Salah recebe de Henderson pela esquerda, conduz a bola para o meio e chuta para mais uma defesa de Courtois. Cinco minutos depois, é o egípcio que inicia a jogada pelo mesmo lado, com o camisa 14 cruza para a área. Robertson cabeceia, Salah corre e, perto da linha de fundo e sem ângulo, chuta, mas o goleiro dos merengues afasta com o pé.

Aos 34 minutos, Salah e Firmino tabelam na meia-lua. No chute do camisa 11, a bola desvia em Diogo Jota, mas Courtois espalma novamente. Dois minutos depois, Fabinho lança do meio-campo para Salah, que dribla a marcação de Mendy, chuta, mas para novamente no goleiro belga, que espalma para fora.

Nos cinco minutos de acréscimo, cada equipe teve uma última chance de marcar: aos 46, Benzema tocou para Camavinga, que chutou de fora da área para fora do campo. Já no minuto 49, Fabinho arriscou um cruzamento longo, mas Courtois agarrou pelo alto antes de a bola chegar ao gol.

PRÓXIMOS JOGOS

Com o término da Champions League, as duas equipes finalizam a temporada 2021/2022 e entram em período de férias. O Real Madrid, campeão, não possui partidas marcadas até o momento, e fará com o título. Já o Liverpool volta em campo no dia 12 de julho, contra o Manchester United, em sua primeira partida amistosa, e a primeira da temporada.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »