26/06/2022 às 23h52min - Atualizada em 27/06/2022 às 23h00min

Dia do Cinema Brasileiro: A história do data e indicação de cinco filmes nacionais para celebrar o dia

Saiba a razão do dia do cinema brasileiro ser comemorado no dia 19 de Junho e veja indicação de três filmes nacionais premiados

Sara Reis - editado por David Cardoso
Imagem de divulgação do evento (Foto: Reprodução /Facebook ANCINE).

Dia 19 de Junho é comemorado o Dia do Cinema Brasileiro, a data homenageia o dia em que as primeiras imagens em movimento foram capturadas em território nacional em 1898.
 

A bordo do navio Brèsil, Afonso Segreto, considerado o primeiro cinegrafista e diretor brasileiro, registrou as primeiras imagens do país. A imagem em questão mostrava a entrada da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

 

A história do cinema brasileiro
 

No dia 05 de Novembro de 1896, acontecia a primeira exibição pública de cinema no Brasil, onde foram projetados oito pequenos filmes, com aproximadamente um minuto, para a elite carioca. Logo depois, em 1897, devido ao sucesso das exibições, o empresário italiano Pascoal Segreto inaugurou a primeira sala de cinema aberta ao público no Rio de Janeiro.
 

Porém, a escolha da data aconteceu mesmo por causa do dia 19 de junho de 1898. Devido às imagens que ,seu irmão Afonso Segreto com um dos aparelhos de seu curso de operação de cinematógrafos,  registrou as primeiras a serem gravadas em território nacional. A partir daí, os irmãos fizeram registros de acontecimentos do país, desenvolvendo os primeiros documentários do cinema brasileiro. O cinema brasileiro passou por altos e baixos durante os anos, no início os filmes continham caráter documental apenas registrando cenas do cenário nacional. O primeiro filme de ficção brasileiro foi lançado apenas em 1908 pelo cineasta António Leal e se chamava ´´Os Estranguladores``.

Após a Primeira Guerra Mundial, entre 1930 e 1940, houve uma baixa na produção de cinema em solo brasileiro, devido a dominação de produções internacionais, principalmente vindas dos Estados Unidos, o famoso cinema Hollywoodiano. Essa produção além de ganhar espaço em solo nacional, também passa a ditar a narrativa cinematográfica que a população irá aderir.

 

Foi apenas a partir da década de 40 que o movimento do cinema brasileiro voltou a ficar positivo, através da criação das chanchadas, filmes que mesclam humor e musicalidade, como gênero cinematográfico. 

 

Após inúmeros acontecimentos históricos envolvendo a sétima arte, a partir da década de 90, o cinema brasileiro mostra-se cada vez mais forte e começa a se destacar, inclusive, no cenário internacional. Vários filmes produzidos em território nacional foram indicados para festivais de cinemas e premiações ao redor do globo, incluindo o Oscar. Cidade de Deus, Tropa de Elite e Carandiru são alguns exemplos de filmes premiados.

 

Indicações de filmes nacionais 

 

Nos últimos anos, muitas produções cinematográficas brasileiras foram lançadas e alcançaram reconhecimento mundial. Confira três filmes nacionais que foram premiados e se tornaram reconhecidos:

 

BACURAU (2019)

 

Cena do filme BACURAU (2019).

Cena do filme BACURAU (2019).

(Foto: Reprodução/ Divulgação do filme).

Bacurau conquistou diversos prêmios em festivais de cinema como o famoso Festival de Cannes e o Festival de Munique e chegou a ser cogitado como possível candidato ao Oscar 2021, o que acabou não acontecendo.

 

Sinopse: Os moradores de Bacurau, um pequeno povoado do sertão brasileiro, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, eles percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade. Quando carros são baleados e cadáveres começam a aparecer, Teresa, Domingas, Acácio, Plínio, Lunga e outros habitantes chegam à conclusão de que estão sendo atacados. Agora, o grupo precisa identificar o inimigo e criar coletivamente um meio de defesa.
 

QUE HORAS ELA VOLTA? (2015)

Cena do filme Que horas ela volta? (2015).

Cena do filme Que horas ela volta? (2015).

(Foto: Reprodução/ Divulgação do filme).

 

Que Horas Ela Volta?, de Anna Muylaert, fez sucesso nacional e internacional, com destaque para o Prêmio Especial do Júri Pela Atuação para Regina Casé e Camila Márdila no Festival de Sundance em 2015.

 

Sinopse: A pernambucana Val se mudou para São Paulo com o intuito de proporcionar melhores condições de vida para a filha, Jéssica. Anos depois, a garota lhe telefona, dizendo que quer ir para a cidade prestar vestibular. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, porém o seu comportamento complica as relações na casa.
 

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)

 

Produzido e roteirizado por Daniel Ribeiro, o filme foi vencedor do prêmio Fipresci concedido pela Federação Internacional de Críticos de Cinema, além de ter ganhado diversas outras premiações nacionais e internacionais.

Sinopse: A vida de Leonardo, um adolescente deficiente visual, muda com a chegada de Gabriel, um novo aluno em sua escola. O jovem vive a inocência da descoberta do amor e da homossexualidade, ao mesmo tempo em que lida com o ciúme da amiga Giovana.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »