06/07/2019 às 02h34min - Atualizada em 06/07/2019 às 02h34min

Apáticos, Argentina e Chile decidem terceiro lugar

Seleções, que fizeram as duas últimas finais do campeonato, se encontram após derrota nas semifinais

João Victor de Souza Viana - Editado por Paulo Octávio
As seleções decidiram a Copa América Centenária nos Estados Unidos (Foto: Globo Esporte)
Argentina e Chile se encontram neste sábado para definir quem fica na terceira colocação da Copa América. A partida acontece em São Paulo, na Arena Corinthians, e a bola rola às 16h (horário de Brasília). Neste final de semana se encerra a competição. E essa partida acontece antes de Brasil e Peru. que disputam o título no amanhã (7).

ARGENTINA

Após a derrota para o Brasil e as reclamações sobre a arbitragem da partida, a Argentina quer buscar o terceiro lugar da competição. Com o treino de ontem (5), realizado no Pacaembu, tudo indica que o técnico Lionel Scaloni colocará MessiAgüero e o que mais tiver de melhor em campo. Por ter tomado o segundo cartão amarelo na semifinal, Lautaro Martínez e Acuña estão fora do jogo. Dybala e Lo Celso devem ser os substitutos.

Provável escalação: Armani; Foyth, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; Paredes, De Paul e Lo Celso; Messi, Agüero e Dybala.

CHILE

O Chile parece menos motivado para o jogo de hoje. O meio campista e astro do time Arturo Vidal afirmou que “não há muita vontade de jogar o terceiro lugar”. Já o técnico Reinaldo Rueda disse em entrevista coletiva que a seleção joga pelo orgulho e dignidade. O próprio Vidal é dúvida para a partida de logo mais. E o técnico colombiano não deu pistas sobre o time. Preferiu apenas dizer que espera para ver a situação de seus jogadores que mais jogaram durante o torneio.

Provável escalação: Arias; Isla, Medel, Maripán e Beausejour; Aranguiz, Pulgar e Hernández (Vidal); Fuenzalida, Vargas e Sanchez.

HISTÓRICO DE CONFRONTOS

Na Copa América, Argentina e Chile já se enfrentaram 25 vezes. São 18 vitórias da Argentina e sete empates. Chlenos conquistaram dois títulos em cima dos hermanos com dois empates em zero a zero, em 2015 e 2016 -- ambas decisões foram decidas nos pênalts.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »