14/07/2022 às 03h55min - Atualizada em 14/07/2022 às 03h32min

Santos vence, mas Corinthians passa de fase na Copa do Brasil

Além do gol de Marcos Leonardo, a partida ficou marcada por invasão de campo e tentativa de agressão ao goleiro Cássio, do Corinthians

Tiago Silva - labdicasjornalismo.com
No final da partida, o goleiro Cássio foi alvo de uma tentativa de agressão por parte de um torcedor do Santos. Fonte: Fernanda Luz/AGIF/Globoesporte.

O Corinthians perdeu por 1 a 0 para o Santos na última quarta-feira (13), em partida de volta válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro. O gol foi marcado por Marcos Leonardo, de pênalti. Porém o resultado não foi suficiente para evitar a classificação do Timão, que venceu por 4 a 0 na primeira partida da fase, na NeoQuímica Arena.

O coringão aguarda o sorteio das quartas de final, no próximo dia 19, para saber o seu adversário.

Durante o jogo, aconteceram poucas chances de gol efetivas para ambos os clubes. O Santos, porém, impôs mais tentativas de chegar ao gol do Corinthians, além de ter maior posse de bola - ao todo, foram 58% para o peixe, e 42% para o coringão. Já o Timão administrou a vantagem como pôde e freeou o ímpeto do rival.

Ao final da partida, o goleiro Cássio foi alvo de rojões e sinalizadores jogados pela torcida do Santos, além de sofrer uma tentativa de agressão por parte de um dos torcedores santistas que invadiram o campo. Segundo informações do site globoesporte, oito torcedores foram detidos. Aos 42, foram atirados vários sinalizadores em direção ao goleiro corinthiano e o time paulistano ameaçou sair de campo.

1° TEMPO

O Santos começou a partida  com aposta em um esquema tático ofensivo com três atacantes - Angelo, Lucas Braga e Marcos Leonardo, e Leo Baptistão, improvisado como meia atacante, mas ele pôde avançar ao ataque. Consequentemente, foi o Peixe que teve maior posse de bola no início e também maior criatividade para chegar ao gol, apesar de não finalizar. 

Já o Corinthians, com a ampla vantagem,  mostrou-se uma equipe defensiva, evitou os avanços pelo meio e as chances na grande área, mas sofreu com as criações pelas laterais.

A primeira chance de gol aconteceu somente aos 22 minutos, quando Madson tocou para Ângelo pela lateral esquerda, e o camisa 11 arriscou o chute na intermediária, mas a bola foi para fora.

Dois minutos depois, foi a vez de Marcos Leonardo, que tentou encobrir Cássio, mas o goleiro corinthiano agarrou com segurança.

Aos 27 minutos, Marcos Leonardo cabeceou após cruzamento de escanteio. Cássio espalmou e, no rebote, Ângelo tentou o passe para o meio da grande área, mas a defesa do Corinthians afastou a bola.

O Corinthians teve sua primeira grande chance de gol aos 34 minutos, em um contra-ataque conduzido por Adson. O atacante do coringão tocou para Róger Guedes, mas o camisa nove chutou sem ângulo para fora.

 TEMPO

O Corinthians começou o segundo tempo com mais ritmo de jogo e mais chances de gol, mas voltou a jogar de modo mais calmo após a metade da etapa.

Aos cinco minutos, Roni arriscou um chute de fora da área após driblar um marcador, mas a bola foi para fora.

Já no minuto 12 da etapa, após a sobra de bola de um escanteio, Gustavo Silva, na intermediária, fez o passe alto para Gil que, após o domínio, chutou a bola para fora, mas muito próxima á trave de João Paulo.

A chance de gol mais clara do Corinthians na partida aconteceu aos 17 minutos, quando Giovane recebeu um passe longo, conduziu a bola sem marcadores até a grande área e, cara a cara com o goleiro João Paulo, chutou a bola para fora.

O lance crucial da parte aconteceu aos 20 minutos, quando Marcos Leonardo correu atrás da bola pela esquerda, na grande área, e Cássio, ao tentar afastar cometeu o pênalti. O camisa nove santista converteu a cobrança e marcou o único gol da partida.

O gol marcado causou a alegria da torcida santista, que pensou em um começo de um possível milagre. Consequentemente, a equipe mandante voltou a dominar o jogo e tentou criar mais chances de gol.

Aos 33 minutos, Lucas Braga conduziu a bola pela direita, encontrou Marcos Leonardo, mas o atacante santista foi derrubado por Gil na grande área. O jogo seguiu e, pouco tempo depois, o juíz analisou o VAR, mas não deu o pênalti.

Aos 37 minutos, Gil e Marcos Leonardo se chocaram após o zagueiro do Corinthians afastar a bola. Um tumulto foi causado porque o outro zagueiro corinthiano, Raul Gustavo, empurrou o camisa nove santista, ao achar que ele cometeu uma jogada perigosa. Tanto Marcos quanto Raul receberam cartão amarelo.

A última jogada de perigo santista aconteceu aos 44 minutos, quando Lucas Barbosa cobrou falta colocado, mas a bola foi para fora.
 

PRÓXIMOS JOGOS

O Santos viaja até Florianópolis para enfrentar o Avaí no próximo dia 16, às 19h (horário de Brasília), pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio da Ressacada. 

Já o Corinthians vai à Fortaleza para enfrentar o Ceará pelo Campeonato Brasileiro no mesmo dia, às 21h (horário de Brasília), na Arena Castelão.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »