22/07/2022 às 13h10min - Atualizada em 21/07/2022 às 15h15min

Internacional e São Paulo empatam no Beira-Rio em jogo de seis gols

O clube gaúche esteve a frente do placar três vezes, mas não conseguiu segurar o tricolor paulista e garantir a vitória

NICKSON G. MONTENEGRO - labdicasjornalismo.com
Pelo Brasileirão, o Inter recebeu o São Paulo em casa na última quarta. Foto: Elton Silveira/W9 Press/GAZETAPRESS

Em jogo bastante movimentado, Internacional e São Paulo empataram em 3x3 na última quarta-feira, 20. O confronto válido pela 18° rodada do Campeonato Brasileiro aconteceu no Estádio Beira-Rio em Porto Alegre e embora tenha sido um bom jogo de se assistir, o resultado não foi positivo para nenhuma das equipes.

 

Pelo excesso de jogos decisivos nos últimos dias, além dos inúmeros desfalques, o São Paulo foi ao sul com um time alternativo. Dos 11 jogadores iniciais, cinco eram crias da base tricolor. Jogar em casa contra um rival que tinha um time misto seria a oportunidade perfeita do Inter conquistar uma boa vitória e deslanchar no Brasileirão. Mas, não foi isso que aconteceu.

 

O jogo desde os minutos iniciais foi intenso e teve chances reais de gols para as duas equipes. Durante os 90 minutos o time colorado esteve a frente do placar três vezes, mas, com um sistema defensivo frágil, não conseguiu segurar a vitória e viu o tricolor paulista empatar, e, por pouco, não ganhar, em sua casa.

 

Antes da partida, o São Paulo já era o time com o maior número de empates do Campeonato. Após o jogo, esse número chegou a marca de dez, sendo esse o terceiro consecutivo na competição. No ranking de equipes que mais empatam no Brasileirão, o Inter ocupa a segunda posição junto com o Ceará.

 

1º TEMPO

 

O placar da partida foi aberto logo aos quatro minutos. Após falta sofrida por Pedro Henrique no lado esquerdo do campo, Carlos de Pena fez a cobrança, cruzou a bola na área tricolor para o próprio Pedro Henrique cabecear e contar ainda com falha do goleiro Thiago Couto, o que resultou no primeiro gol do colorado.

 

Mas a reação paulista não demorou muito tempo. Aos nove minutos, após troca de passes da equipe, o lateral Igor Vinícius achou Nikão bem posicionado na dentro da área e o camisa dez do São Paulo empatou o jogo no Beira-Rio.

 

O ritmo do jogo não diminuiu com o passar do tempo e aos 21 minutos o uruguaio Carlos de Pena achou bom passe, entre a defesa do São Paulo, para Alemão, que cruzou para Pedro Henrique mais uma vez colocar o Inter na frente do placar. O time são paulino reclamou de possível falta em Luciano na origem da jogada que gerou o gol. Porém, após revisão do VAR, o gol foi validado.

 

E o São Paulo foi em busca do empate de novo. Aos 30 minutos Igor Vinícius acertou passe em Luciano, que cruzou para Nikão completar e fazer seu segundo gol na partida. O bandeirinha logo marcou impedimento do camisa 10 do São Paulo, invalidou o gol tricolor, e o VAR trabalhou mais uma vez. Após traçar as linhas, o árbitro de vídeo concluiu que a posição de Nikão era regular e o gol foi validado.

 

Com a confirmação do gol por parte do VAR, o auxiliar técnico de Rogério Ceni, Charles Hembert, provocou o bandeirinha e foi expulso de campo. Depois disso o jogo continuou e minutos antes do encerramento do primeiro tempo o goleiro do São Paulo, Thiago Couto, que não estava em uma boa noite, cometeu pênalti em cima do atacante Alemão. Edenilson fez a cobrança e marcou o terceiro gol do Inter.

 

2º TEMPO

 

Na volta para o segundo tempo, o técnico do Inter, Mano Menezes, fez uma alteração no time. Ele tirou o meia Maurício e no lugar dele colocou o volante Johnny, com o intuito de proteger a defesa do seu time e segurar o placar favorável.

 

E mais uma vez aos quatro minutos, dessa vez do segundo tempo, o Inter balançou as redes do adversário, e o gol foi contra. Após cruzamento rasteiro de Pedro Henrique, o lateral tricolor Rafinha desviou para o próprio gol. Porém o bandeirinha marcou uma irregularidade no início do lance e o VAR confirmou o impedimento milimétrico de Pedro Henrique, invalidou o gol.

 

Quatro minutos depois o próprio Rafinha, que na ocasião estava jogando de zagueiro, decidiu atacar o campo adversário e cruzou a bola na medida para Luciano, que com categoria desviou de cabeça para o gol, deixou o goleiro colorado, Daniel, sem chances de defesa. 

 

Após um desastroso primeiro tempo, o goleiro são paulino, Thiago Couto, voltou mais ligado para a segunda etapa e realizou boas defesas, garantindo o empate, que devido às circunstâncias, poderia ser bom para a equipe do São Paulo.

 

No entanto, o técnico Rogério Ceni queria mais, e aos 17 minutos decidiu mexer no time e colocar três jogadores da equipe titular em campo. Saíram Lucas Beraldo, Rodrigo Nestor e o estreante Marcos Guilherme, e entraram Diego Costa, Igor Gomes e Welington. No lado colorado, Mano  colocou Wanderson, que retornou a campo após um tempo lesionado, no lugar de Alemão.

 

As alterações, porém, não geraram tanto efeito e mais tarde Ceni colocou Eder em campo, para a saída de Nikão, autor de dois dos três gols do São Paulo na noite. E o Inter também continuou a mexer na equipe.

 

O jogo continuou com um bom ritmo até o final com chances de gols para as duas equipes, mas principalmente para o São Paulo, com desperdícios de Welington e Luciano na frente do gol. No finalzinho da partida, Pablo Maia entrou no lugar de Talles e Rogério Ceni ainda acreditava no 4x3. Porém, ele não veio e a partida terminou em empate.


PRÓXIMOS CONFRONTOS

O Internacional volta a campo no próximo domingo, 24, contra o Palmeiras pela 19° rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo será realizado no Allianz Parque, casa do Palmeiras e terá início as às 16h (horário de Brasília). Já o São Paulo recebe o Goiás no Morumbi no próximo sábado, 23, em jogo que também vale pelas 19° rodada do Brasilerião. O confronto vai iniciar às 19h (horário de Brasília).


 




 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »