09/08/2022 às 20h43min - Atualizada em 09/08/2022 às 00h38min

Conheça Kang, o Conquistador, e a sua ameaça ao multiverso da Marvel

Joérica Cunha - Editado por Fernanda Simplicio
Foto: Marvel Comics | Reprodução: Google
A San Diego Comic Con 2022 aconteceu no mês de julho e apresentou inúmeras novidades, principalmente para os fãs da Marvel, que tiveram o calendário das fases 5 e 6 do Universo Cinematográfico da Marvel (UCM), e os títulos dos próximos filmes dos Vingadores.

Como já sabemos, a Saga do Multiverso iniciou na fase 4 do UCM e se encerrará na fase 6 com os filmes Vingadores: Dinastia Kang (previsto para 05 de maio de 2025) e Vingadores: Guerras Secretas (previsto para 07 de novembro de 2025), e como os próprios títulos já sugerem, o grande vilão da Saga será Kang, O Conquistador.

Desde o início da divulgação do filme Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania, havia sido confirmada a presença do ator Jonathan Majors como o vilão. Porém, era pouco imaginado que o ator estrearia antes do previsto interpretando Aquele que Permanece, uma variante do Kang, na série do Disney+, Loki (2021). Mas afinal, quem é Kang e por quê ele oferece tanto risco ao multiverso?

 
Origem
Criado por Stan Lee e Jack Kirby, o personagem surgiu pela primeira vez em outubro de 1963, em Quarteto Fantástico #19 como Rama-Tut. Com o nome Kang, a primeira aparição foi em setembro de 1964 em Vingadores #8, sendo um vilão viajante do tempo, com acesso a tecnologias avançadas para o século XX.

Na HQ do Quarteto Fantástico, que se passa no século 30 na Terra-6311, onde não houve a Idade Média, provocando que a humanidade evoluísse tecnologicamente muito mais rápido do que na Terra-616 (universo principal dos quadrinhos da Marvel). É a este universo que Nathaniel Richards pertence, e onde aos 25 anos encontra os restos científico de uma máquina do tempo deixada por um de seus ancestrais e usando seu gênio científico restaurou o dispositivo em forma de Esfinge, retornando ao antigo Egito da Terra-616, onde adotou o nome de faraó Rama-Tut, e governou por 10 anos antes de ser expulso pelo jovem En Saba Nur (mutante que um dia se toraria conhecido como Apocalipse), juntamente com o Quarteto Fantástico que viajaram no tempo usando a máquina do tempo do Doutor Destino, e o derrotaram, forçando-o a retornar a seu tempo.

Anos depois, nas HQs dos Vingadores, já adotando o nome de Kang, o personagem viajou para o século XX com a intenção de derrotar os Vingadores e conquistar sua época. Ao criar sua armadura, o mesmo chegou a 1000 anos do seu futuro, onde conheceu Ravonna, que rivalizava com a sua sede de conquista e ódio aos Vingadores.

Durante um período, Kang buscou distração retornando ao passado, onde em meados de 1900 d.C., ele adotou a identidade de Victor Timmely Jr., inventor e prefeito da cidade de Timely. A cidade era também um portal para Cronópolis, sua base na qual reuniu um grande exército, que chamava de Acronautas.


Foto: Marvel Comics | Reprodução: Google

 
Nova época, novo nome
O fato de Kang ter sido introduzido primeiro como Rama-Tut, para apenas ano depois ser apresentado como Kang, o Conquistador, causa uma confusão na cabeça dos leitores. E como se não fosse suficiente, em 1964, a Marvel apresentou mais dois vilões aos Vingadores, Centurião Escarlate e Lorde Immortus, apenas para revelar depois que são mais duas variantes d’O Conquistador.

O verdadeiro nome do vilão é Nathaniel Richards, que clama que ser descendente de Reed Richards e do Dr. Destino, mas através das suas viagens pelo tempo, ele assume inúmeras identidades como a de Rama-Tut, Centurião Escarlate, Lorde Immortus, e a do Rapaz de Ferro dos Jovens Vingadores. Cronologicamente, a identidade de Kang foi assumida após o Centurião Escarlate ser derrotado pelos Vingadores.


Diferentes versões de Kang

Diferentes versões de Kang

Foto: Marvel Comics | Reprodução: Jovem Nerd


Como Kang, ele subjugou seus inimigos e conquistou a Terra, e posteriormente toda a galáxia. Aliado a isso, seus conhecimentos sobre a tecnologia de viagem no tempo garantiram seu domínio inconteste desse período. Por si só, o vilão não possui poderes, ele conta basicamente com seu intelecto, seus conhecimentos táticos e de armamentos, além de ter acesso a equipamentos extremamente avançados, como sua armadura, que é maleável, concede super força e também é uma máquina do tempo independente.

Devido as suas viagens temporais, variantes do personagem nunca param de existir, o que o irritou um pouco, e na tentativa de voltar a ser o único Kang criou o Conselho dos Kangs, para que suas inúmeras versões o ajudassem eliminando as cópias.

 
Dinastia Kang
Todos os atos de Kang o moldaram para se tornar uma grande ameaça aos Vingadores em um dos arcos mais famosos dos quadrinhos, a Dinastia Kang, que marcou a primeira vez em que o vilão finalmente conseguiu derrotar a equipe de heróis.

Escrita por Kurt Busiek, a Dinastia Kang é uma história de 16 partes contada entre as edições 41 e 55 do terceiro volume dos Vingadores, publicadas de junho de 2001 a agosto de 2002. A história começa quando Kang, o Conquistador, aparece com seu filho Marcus, assumindo o título de Centurião Escarlate na frente da ONU, e destrói o prédio ao arremessar contra ele sua própria base espacial em forma de espada, a Dâmocles.

Mas quando os Vingadores o confrontam pelos supostos assassinatos, Kang revela que nenhum dos ocupantes da instalação foi morto, protegidos por um campo de força criado por ele. Kang então revela aos Vingadores, usando sua Omni-Tela, diversas cenas de possíveis futuros, todos sombrios e horríveis. A princípio, acredita-se que ele pretende ajudar a Terra, mas não demora para ele anunciar seu desejo de conquistá-la primeiro, para depois salvá-la.


Foto: Marvel Comics | Reprodução: Google

 
Adaptação para o UCM
O filme será dirigido por Destin Daniel Cretton, responsável por Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021), e estreia apenas em maio de 2025, o que permite que os fãs criem teorias sobre como a Saga dos quadrinhos será levada aos cinemas.

A maior teoria é de que Kang, diferente das HQs, realmente vença e no primeiro longa vejamos o vilão utilizando-se das Incursões para dominar completamente a Terra e no fim, criando o Mundo Bélico em uma tentativa de “salvar” o multiverso, o que gera o gancho para a adaptação das Guerras Secretas.


Jonathan Majors como Aquele que Permanece em Loki

Jonathan Majors como Aquele que Permanece em Loki

Foto: Disney+ | Reprodução: Google


Como dito anteriormente, o Kang de Jonathan Majors já apareceu no UCM como Aquele que Permanece, versão que conseguiu impedir o multiverso de expandir e venceu todas as suas variantes, mas após o multiverso ser “desbloqueado” no final da primeira temporada, mais versões do vilão irão aparecer.
 
Na primeira arte oficial de Quantumania, podemos ver Majors como uma versão de Kang bem semelhante à dos quadrinhos, com ele usando seu traje de contenção e o visor azul. Porém, ainda não sabemos se realmente a variante do personagem vista no filme será a mesma que causará o terror no MCU em 2025.
 
Referências:
Oliveira, Murilo. O que é a Dinastia Kang. O Vicio, 29 de jul. 2022. Disponível em:< https://ovicio.com.br/o-que-e-adinastia-kang/ > Acesso em 02 de ago. 2022.

Kang, o Conquistador: história e poderes do vilão da Marvel. Ei, Nerd, 14 de jul. 2022. Disponível em: < https://www.einerd.com.br/kang-o-conquistador-poderes/ > Acesso em: 04 de ago. 2022.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »