21/08/2022 às 10h35min - Atualizada em 20/08/2022 às 18h05min

Arsenal goleia o Bournemouth e segue invicto na Premier League

Com dois de Martin Ødegaard, golaço de Saliba e gol impedido de Gabriel Jesus, os Gunners continuam invictos na competição

Tiago Silva - labdicasjornalismo.com
Ødegaard comemora um dos gols marcados com seus companheiros de equipe. Fonte: ESPN/Getty Images

O Arsenal venceu a equipe do Bournemouth por 3 a 0 neste sábado, em partida válida pela terceira rodada da Premier League no estádio Dean Court, com gols marcados por Martin Ødegaard (2) e William Saliba. Com o resultado, os Gunners assumiram a liderança provisória da competição, com nove pontos, e aguardam o desempenho do Manchester City para terminarem a rodada na ponta ou na vice-liderança. Já os Cherries amargaram a segunda derrota consecutiva e se mantém na parte de baixo da tabela, na 14ª posição, com três pontos.

A primeira etapa do Arsenal foi intensa ofensivamente, resultando em dois gols em 11 minutos a partir de jogadas pelas laterais, além da posse de bola predominante - 73% em 45 minutos -. Na segunda etapa, diminuíram o ritmo de jogo, mas conseguiram o terceiro gol e não ampliaram o placar por conta do impedimento marcado no gol de Gabriel Jesus. Ele, Ødegaard e Gabriel Martinelli foram essenciais pelos Gunners para trazer perigo aos Cherries, Ben White foi responsável por iniciar grande parte das jogadas e o zagueiro Saliba se destacou pelo gol marcado no segundo tempo.

Já o Bournemouth chutou apenas uma vez em toda a partida. O setor ofensivo não foi efetivo, e a equipe se preocupou mais com o setor defensivo e em evitar uma goleada maior, o que aconteceu por conta das defesas de Mark Travers no final da partida.


1º TEMPO

O primeiro gol do Arsenal saiu aos cinco minutos: Ben White fez o passe alto, Gabriel Jesus driblou três marcadores pela esquerda e tocou para Gabriel Martinelli chutar. No rebote dado por TraversØdegaard empurrou para a rede.

Seis minutos depois, White tabelou com Saka pela direita, e o camisa 4 tocou na grande área para Gabriel Jesus. No erro de domínio do camisa 9, que se tornou uma assistência, Ødegaard aproveitou para chutar forte e ampliar o placar.

Com o resultado sob controle, os Gunners trocaram passes tranquilamente, chegaram mais vezes à defesa adversára, mas não conseguiram ampliar o placar. Os Cherries fizeram de tudo para afastar a bola, não conseguindo espaços para trabalhar jogadas e chegar ao ataque.

2º TEMPO

Apesar do erro de saída de bola de Ramsdale, que resultou em um chute para fora Bournemouth no início da partida, a segunda etapa foi mais tranquila para o Arsenal, com um ritmo de jogo menor e com a pouca ofensividade do adversário, que teve uma posse de bola maior.

O terceiro gol dos Gunners saiu aos oito minutos: após jogada ensaiada com bola parada, Xhaka encontrou Saliba livre, e o camisa 12 encobriu o goleiro do Bournemouth, sem chances de defender.

Aos 26 minutos, Gabriel Jesus recebeu o passe de Ødegaard na grande área e encobriu o goleiro Travers. O que seria o quarto gol, porém, foi anulado após análise do VAR, pois o camisa nove estava em posição de impedimento.

A única finalização a gol do Bournemouth aconteceu aos 33 minutos, quando Kieffer Moore cabeceou a bola cruzada por Adam Smith. Ramsdale espalmou a bola para escanteio, sendo essa a única vez na partida em que o goleiro do Arsenal foi acionado.

Aos 41 minutos, Jesus teve a chance de deixar de vez o seu gol e ampliar o placar após receber o passe de Xhaka. Travers defendeu e o Arsenal garantiu o escanteio no rebote de Saka.

PRÓXIMOS JOGOS

O Arsenal recebe o Fulham pela quarta rodada da Premier League no próximo sábado (27), às 13h30 (horário de Brasília), no Emirates Stadium, em Londres. Já o Bournemouth visita o Norwich City pela segunda rodada Copa da Liga na próxima terça-feira (23), às 15h45 (horário de Brasília), no Carrow Road.




 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »