29/08/2022 às 21h25min - Atualizada em 28/08/2022 às 23h45min

Após largar do 14° lugar, Verstappen vence o GP da Bélgica e dispara no campeonato

Após erros de estratégia da Ferrari, Red Bull consegue outra dobradinha

Ana Carolina Gomez - labdicasjornalismo.com
Verstappen está perto de conquistar o bicampeonato. Foto: Red Bull Content Pool
Max Verstappen venceu o circuito de Spa-Francorchamps, Bélgica, que ocorreu neste domingo (28), em uma corrida em que cinco pilotos fizeram modificações nos carros e largaram atrás, entre eles, o holandês e Charles Leclerc. O monegasco acabou não tendo uma boa corrida e no final dela foi punido por ultrapassar a velocidade na área do pit e acabou perdendo a quinta colocação para o Fernando Alonso (Alpine).

A vitória do Max fez ele disparar na liderança do campeonato com 284 pontos, Sergio Pérez vem logo em seguida com 191 pontos, Leclerc, que está em terceiro lugar com 186 pontos, Carlos Sainz em quarto com 171, George Russell com 170 e Lewis Hamilton com 146, o hepta campeão foi o único desses que não pontuou na corrida, após bater em Fernando Alonso logo na primeira volta.
No mundial dos construtores, a Red Bull se manteve em primeiro com 475 pontos, Ferrari vem logo em seguida com 359, Mercedes vem no terceiro lugar com 316 pontos.

A CORRIDA

Logo no início da corrida, Nicholas Latifi (Williams) deslizou e foi para a brita. Ao retornar para a pista, quase atingiu Esteban Ocon (Alpine). Quem não conseguiu escapar foi o Valtteri Bottas (Alfa Romeo), que teve que abandonar a prova.

Logo em seguida, Lewis Hamilton (Mercedes) voou ao tentar ultrapassar Fernando Alonso (Alpine) e acabou tocando no carro dele. A Mercedes de Hamilton teve problemas e começou a sair fumaça. No rádio, a equipe pediu para ele parar o carro. Logo após a batida, Alonso reclamou no rádio com a equipe.

Na 11ª volta, Verstappen já estava na terceira posição, e seu companheiro de equipe, Sergio Pérez, estava em segundo lugar, e não facilitou a vida do holandês e não o deixou ultrapassar. Max até reclamou na rádio com a equipe, falando que estavam perdendo tempo.

O objetivo da Red Bull era conseguir a primeira posição que estava com Carlos Sainz (Ferrari). Durante a volta 12, Pérez cedeu e deixou Verstappen o ultrapassar, e logo depois, o piloto da Ferrari foi para os boxes e o holandês assumiu a primeira posição.

A Ferrari na rádio a todo momento consultava o Charles Leclerc a respeito dos próximos passos: pneus, boxes. Os contatos frequentes da Ferrari mostram uma equipe insegura a respeito da corrida do monegasco. Que tem feito a equipe italiana errar muito nas estratégias, frustrando os torcedores e membros da equipe, parecendo até ser amadora.

Mesmo Max protagonizando a corrida, Esteban Ocon da Alpine que ficou com a melhor ultrapassagem do dia. Na volta 36, o piloto francês foi para cima do Sebastian Vettel (Aston Martin). Ocon já havia falado sobre a qualidade de seu carro e ainda disse que o problema seria só a posição de largada, mas que o seu carro estava em ótimas condições, o que foi comprovado durante a corrida.

A classificação final foi Max Verstappen em 1°, Sergio Pérez em 2°, Carlos Sainz em 3°, George Russell em 4°, Fernando Alonso em 5°, Charles Leclerc em 6°, Esteban Ocon em 7°, Sebastian Vettel em 8°, Pierre Gasly em 9°, Alex Albon em 10°, Lance Stroll em 11°, Lando Norris em 12°, Guanyu Zhou em 13°, Yuki Tsunoda em 14°, Daniel Ricciardo em 15°, Kevin Magnussen em 16°, Mick Schumacher em 17°, Nicholas Latifi em 18°. Valtteri Bottas e Lewis Hamilton não completaram a corrida.

PRÓXIMA CORRIDA
A próxima corrida acontecerá no domingo dia 4, no circuito de Park Zandvoort, casa de Max Verstappen, que está localizado na Holanda.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »