10/07/2019 às 15h33min - Atualizada em 10/07/2019 às 15h33min

Os cuidados na hora de comprar animais vivos pela internet

Mesmo com algumas regras, ainda existe venda descontrolada

João Marques - Edição: Giovane Mangueira
Reprodução Internet
Na hora da adoção um animal de estimação, algumas pessoas optam por animais abandonados. Só que ainda é grande o número de compras dos diversos tipos de animais de estimação livremente na internet.

Recentemente o Facebook criou regras para a venda de animais vivos em suas plataformas. Mas mesmo com as novas orientações, ainda é possível encontrar cães, gatos, pássaros e outros animais sendo comercializados livremente. 

Elton Bracho que é tosador de um Pet Shop, no Rio de Janeiro, conta que comprou um cão da raça Pequinês ainda com cinco meses de vida. O cachorro que ganhou o nome de Nefertimon (em homenagem a um personagem do desenho animado “Digimon”, baseado na rainha Nefertiti), foi comprado por ele já com as vacinas em dia após um anúncio feito no Facebook. “Procurei saber a linhagem e quis para companhia e não pra fazer dela matriz e vender cachorro, após a minha pesquisa, fui até o canil buscá-lo”, conta.

A maior preocupação é quanto a origem desses bichos e principalmente, a forma como são criados até chegar ao novo dono. Isso porque existem pessoas que mantém dezenas de animais sob condições precárias, apenas com o intuito exclusivamente de procriação e, depois, venda desses filhotes, mesmo com pouco tempo de vida e ainda em fase de amamentação.

No site de venda e compras OLX, a venda ocorre livremente por qualquer pessoa e de qualquer animal, desde animais filhotes e adultos. O contato pode ser feito através de telefone ou chat diretamente pelo site ou aplicativo, o que parece não ter um controle ou fiscalização.

Caroline Mouco Moretti, médica veterinária, conta que as maiores complicações para os animais vivos vendidos online, são os criadores amadores, que comercializam os animais de forma irresponsável e cruel. “Por ter duas matrizes relativamente saudáveis, que são a fêmea e o macho, começam a fazer a reprodução sem muita assistência e em grande escala, não dando nem o resguardo após cria a fêmea”, informa.

Os maiores cuidados ao comprar um animal pela internet segundo ela são maiores quando comprados online do que presenciais. O correto é ir até o local escolhido, conhecer as instalações do criador, observar a mãe, ver se ela está saudável, sem nenhuma pulga, escore da condição corporal, se ela não está nem muito magra, nem muito gorda. “Conhecer não somente a parte do ambiente que aquele animal vive se está limpo e organizado, mas também ver o animal em si, conhecer a mãe e o pai é essencial para que você consiga ter um parecer mais critico sobre a saúde dele”, orienta Caroline.

A empresa OLX informou em nota que “Toda negociação é realizada fora do ambiente do site, portanto, a empresa não faz a intermediação ou participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários”. Disse ainda que a ferramenta foi criada para auxiliar no desenvolvimento social e econômico do país e que os anúncios de animais precisam estar de acordo com os Termos e Condições de Uso do site e com as regras definidas pelo Ibama. E que “a OLX também disponibiliza um botão de denúncia em todos os seus anúncios, possibilitando que qualquer pessoa denuncie eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Nestes casos, a empresa consegue deletar o anúncio e banir o usuário da plataforma”.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »