10/07/2019 às 16h19min - Atualizada em 10/07/2019 às 16h19min

Qual o legado de Glee 10 anos depois?

Todas as temporadas estão disponíveis na Netflix

Karoline Sousa - Editado por Bárbara Miranda
FONTE ENTERTAINMENT WEEKLY

Em 19 de maio de 2009 estreava Glee e certamente ninguém imaginaria o sucesso instantâneo de público causado pela música, o roteiro bem escrito, personagens interessantes ou a temática retratada. Dez anos se passaram e qual legado a comédia-musical deixou para os fãs e a indústria cultural? Entenda por que 10 milhões de espectadores eram atraídos a assistir toda semana um novo episódio da série nos Estados Unidos.

FONTE: SLANT MAGAZINE.
 

Indústria Cultural

Glee conta a história do sonho de um professor de espanhol (Matthew Morrison) em resgatar os tempos de ouro do clube do coral, época em que ele estudava na escola McKingley. Para isso, ele reúne os estudantes que parecem não se encaixar em nenhum outro grupo, e provoca a fúria da treinadora Sue Sylvester (Jane Lynch), que não aceita perder o orçamento e a atenção dada exclusivamente às líderes de torcida.
 

A série acumula uma sequência de conquistas que nunca haviam sido alcançadas por outras produções. Os primeiros seis álbuns, lançados como “volumes” de Glee: The Music, alcançaram a posição de número 1 na parada do Billboard Americana e foram certificados com platina tripla. Isso tudo porque a série criada por Ryan Murphy, Ian Brennan e Brad Falchuk registrou recordes de audiência em suas primeiras temporadas, além de receber diversos prêmios como o Emmy. A sólida campanha de marketing, a venda de CDs, DVDs e a presença das músicas na lista de mais baixadas no iTunes fez de Glee um dos produtos mais rentáveis da FOX. Os membros do elenco da série realizaram até uma turnê de shows que passou pela América do Norte, Reino Unido e Irlanda, conhecida como Glee Live! In Concert


FONTE: HOLLYWOOD REPORTER.

 

Polêmicas

Com tanto sucesso, a série passou por alguns momentos complicados, assim como os atores após o fim da produção. Cory Monteith, intérprete de Finn Hudson, morreu de overdose aos 31 anos de idade. E assim seu personagem teve que morrer também, no terceiro episódio da quinta temporada, embora a série não tenha revelado a causa da morte. Após isso, Glee tornou-se uma repetição excessiva e enfrentou dificuldades para manter a audiência alta.

Surgiram boatos de que as atrizes Naya Rivera e Lea Michele estavam se desentendendo, o que também refletiu no roteiro. Em 2015, Mark Salling, que interpretou o bad boy Noah “Puck” Puckerman, foi preso e acusado de posse de pornografia infantil. Salling se declarou culpado das acusações e cometeu suicídio antes do cumprimento da pena. 

FONTE: BUSTLE.
 

Legado

Certamente Glee exerce influência sobre as séries de TV que vieram depois dela. Só na primeira semana, a canção da banda Journey “Don’t Stop Believin", que fechava o episódio, vendeu 177 mil cópias. Ainda assim, após um tempo, Glee se mostrou mais interessada em ser apenas um divertimento para o público e não em revelar a complexidade dos personagens como fazia antigamente.

Era como se a escolha das músicas definissem o que os personagens sentiriam em cada semana. A crítica especializada também acreditava que a série forçava algumas abordagens como a presença de armas nas escolas no episódio “Shooting Star” e a apelação emocional no episódio tributo de Finn Hudson.

FONTE: ENTERTAINMENT WEEKLY.

 

Entretanto, a série falava sobre aceitação, sonhos, reconhecimento da identidade e tratava tantos outros temas relevantes como gordofobia, racismo, bullying, homofobia e transfobia. Interessante lembrar que Glee fazia isso antes mesmo do casamento entre pessoas do mesmo gênero ser legalizado nos Estados Unidos ou no Brasil.

A sala do coral do New Directions deixou saudades em muita gente que acompanhava semanalmente os alunos do McKingley. De 2009 a 2015, Glee era um incentivo para que ninguém deixasse de acreditar nos sonhos e na possibilidade de algo maior e melhor por mais difíceis que os dias pudessem ser.


REFERÊNCIAS:

PÕE NA RODA, Glee: Qual o legado da série que completa 10 anos? Disponível em: <https://poenaroda.com.br/pop/glee-qual-o-legado-da-serie-que-completa-10-anos/>. Acesso em: 9 de Julho de 2019.

A ESCOTILHA, Um olhar mais atento sobre Glee. Disponível em: <http://www.aescotilha.com.br/cinema-tv/olhar-em-serie/um-olhar-mais-atento-sobre-glee/>. Acesso em: 9 de Julho de 2019.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »