03/10/2022 às 11h57min - Atualizada em 02/10/2022 às 23h04min

Em uma prova com vários abandonos, Sergio Perez leva o GP de Singapura

Vitória do mexicano adia o título de Verstappen; faltam cinco corridas para o fim da temporada

Ana Carolina Gomez - labdicasjornalismo.com
Sergio Pérez ganha o GP de Singapura de F1 - Foto: Clive Mason/Getty Images
Sergio Pérez venceu o circuito urbano de Marina Bay, Singapura, que ocorreu neste domingo (02). Foi uma corrida em que seis pilotos abandonaram a prova. O mexicano teve um grande desempenho e ganhou pela segunda vez nesta temporada e acabou adiando o título de seu companheiro de equipe, Max Verstappen. Os pilotos da Ferrari, Charles Leclerc e Carlos Sainz, terminaram respectivamente em segundo e terceiro; a dobradinha da equipe italiana não acontecia desde o GP de Miami.
 

O holandês tinha chance de se consagrar bicampeão, porém ele precisava vencer a prova, além de uma combinação de resultados que no fim não acabou acontecendo. O piloto da Red Bull terminou em sétimo. 

 

Após a corrida, Max Verstappen está com 341 pontos, Charles Leclerc com 237 pontos, Sergio Pérez com 235, George Russell com 203, Carlos Sainz com 202 e Lewis Hamilton com 170 pontos. 
 

No mundial dos construtores, a Red Bull se manteve em primeiro lugar com 576 , Ferrari vem logo atrás com 439 e a Mercedes continua na terceira colocação com 373  pontos.

 

A CORRIDA

Uma chuva forte acometeu a cidade-estado de Singapura antes da corrida. Com isso, o início da prova atrasou mais de uma hora.

 

Sergio Pérez fez uma boa largada e tomou a liderança de Charles Leclerc. Lewis Hamilton e Carlos Sainz chegaram a se tocar, mas nenhum dos carros teve danos. Max Verstappen, que largou em oitavo, não largou bem, chegou a perder algumas posições e no final da volta terminou em 12º.

 

Durante a sétima volta, Guanyu Zhou e Nicholas Latifi se colidiram, e o carro do piloto da Alfa Romeo parou na saída da curva quatro e consequentemente a bandeira amarela foi acionada. Na oitava volta, o safety car entrou.

 

O canadense abandonou a prova em razão do incidente. O piloto da Williams recebeu punição e irá perder cinco posições no grid da próxima corrida e também dois pontos na superlicença.

 

Na volta da corrida, Pérez se manteve na liderança, e Verstappen conseguiu fazer duas ultrapassagens seguidas. Porém, com o traçado ficando seco e o resto da pista ainda muito molhado, o holandes não conseguiu ultrapassar Fernando Alonso.

 

Alguns pilotos, como George Russell, começaram a arriscar e trocaram os pneus de chuva pelos de pista seca, Alonso encontrava dificuldades. E assim o motor dele acabou quebrando e fez com que ele abandonasse a prova logo em sua 350ª

 corrida pela Fórmula 1.

 

O outro piloto da Williams, Alexander Albon, escorregou e bateu na barreira de proteção, na colisão, o anglo-tailandes perdeu o bico, mas conseguiu se dirigir até o box para trocar, porém não retornou.  

 

Esteban Ocon foi o penúltimo a abandonar a etapa de Singapura, o francês relatou que estava escutando um barulho estranho em seu carro.

 

Hamilton vinha em uma perseguição para ocupar a terceira colocação, porém bateu na barreira de proteção e conseguiu a retornar na quinta colocação.

 

Devido as inúmeras interferências de safety car, somado ao atraso para o início da corrida, a prova foi encerrada pela contagem de tempo e não mais pelo número de voltas.

 

Com pneus médios, Yuki Tsunoda foi o último piloto a bater e abandonar o GP. O SC foi mais uma vez utilizado para a retirada do carro. 

 

Na reta final, Perez cometeu uma infração ao não manter a distância correta em outra interferência do safety car e levou punição após o fim da corrida de cinco segundos, porém continuou o vencedor da corrida.

 

A classificação final foi Sergio Pérez  em 1°, Charles Leclerc em 2°, Carlos Sainz em 3°, Lando Norris em 4°, Daniel Ricciardo em 5°, Lance Stroll em 6°, Max Verstappen em 7°, Sebastian Vettel em 8°, Lewis Hamilton em 9°, Pierre Gasly em 10°, Valtteri Bottas em 11°, Kevin Magnussen em 12°, Mick Schumacher em 13° e George Russell em 14°. Yuki Tsunoda, Esteban Ocon, Alex Albon, Fernando Alonso, Nicholas Latifi e Guanyu Zhou não completaram a corrida.

 

PRÓXIMA CORRIDA

 

A próxima corrida acontecerá no domingo dia 9, no circuito de Suzuka, que está localizado no Japão.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »