18/07/2019 às 20h18min - Atualizada em 18/07/2019 às 20h18min

Acordo no Mercosul acabará com o roaming internacional

A decisão começa valer 30 dias depois de ratificado

Danilo Kelvin - Editado por Manoel Paulo

Os países signatários que compõem o bloco MercoSul aprovaram na quarta-feira (17) o fim da cobrança de roaming internacional na comunicação de voz e dados. De acordo com o comunicado do Ministério das Relações Exteriores, o projeto elimina as cobranças entre Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai, os principais países que formam o bloco. O acordo foi assinado durante reúnião do bloco realizado na Argentina.

O roaming é a cobrança de uma taxa específica para as pessoas que fazem uso dos serviços móveis fora da área de cobertura da operadora, como exemplo ligações feita agora entre o Brasil e Uruguai terá cobranças adicionais.

O presidente da República, Jair Bolsonaro comemrou o momento da assinatura do acordo afimando a modernização do bloco.


"Aproveito para felicitar o presidente Macri [da Argentina] pelo importante acordo que assinamos nesta cúpula de eliminação da cobrança de uso de telefones celulares para quem circula entre os nossos países", disse Bolsonaro. "Realmente não tinha cabimento quem estava na faixa de fronteira ser taxado mais uma vez pelo uso do celular. Temos aí um exemplo da diferença para melhor que o Mercosul pode fazer no cotidiano do cidadão."

O fim do roaming deve acontecer em 30 dias após a ratificação do acordo pelos países que fazem parte do bloco pelos respectivos órgãos regulamentadores de telecomunicação.

Para começar a valer o novo acordo, a proposta precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional. Comemorado pelo presidente Jair Bolsonaro, a proposta se alinha com aproximação que o Mercosul vem fazendo com a União Europeia.  


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »