29/07/2019 às 00h07min - Atualizada em 29/07/2019 às 00h07min

Instituto Apreender qualifica jovens de Araxá para área da Moda

Bárbara Evelyn
Rejiane Monteiro, consultora de Moda e professora do Instituto Apreender / Alunas do Curso de Moda
Arquivo pessoal da entrevistada Rejiane Monteiro / Rede Social do Instituto Apreender (Facebook)
Com a finalidade de qualificar jovens de forma gratuita, o Instituto Apreender, em parceria com a Secretaria de Ação e Promoção Social da cidade de Araxá-MG, instrui vários adolescentes, que recebem formação específica nas áreas de Gastronomia, Moda e Design, Estética e Beleza, dentre várias outras. O projeto tem como base o empreendedorismo e a preparação para os desafios do primeiro emprego.
O curso de Moda, um dos principais destaques do projeto, ministrada por Rejiane Monteiro, teve em suas aulas a participação extrema das talentosas alunas que deixaram claro como foi crescente a paixão pelo assunto durante o curso.
Entre os aprendizados, as meninas desenvolveram croquis, o conhecido desenho de manequim, que ganharam elementos que a criatividade das mesmas determinava, como as cores do tecido, a existência ou não de botões, transparências e rendas.
O círculo cromático também chamou atenção das alunas. Juliana Machado, de 16 anos, por exemplo, levou a lição a sério e para fora da sala de aula! Ao andar por comércios da cidade, começou a observar atentamente a organização das araras das lojas e comenta que jamais fez isso antes de entrar no curso. “Hoje misturo tendências que jamais imaginava que poderia usar e customizo várias de minhas peças”, conta.
Vitória Carolina,18 anos, foi uma das estudantes e confessa que a mãe foi quem soube do curso e a matriculou. A aluna ama comprar roupas e desenhar. E já pretende unir duas paixões: quer ter um estúdio de dança próprio e confeccionar as roupas das apresentações. Ela ainda cita que após alguns meses no curso, mudou totalmente o seu ponto de vista em relação às roupas.
Já Vitória Amanda, começou a estudar maquiagem, se apaixonou pela área e quis ir além. Tentou realizar outro curso no Instituto porém não se interessou.
Independente da forma como se descobriram nesta área, a opinião de todas é a mesma: “As pessoas não dão o devido valor à moda”, diz Andressa Alves,17, que finaliza o curso com esta grande reflexão para a atualidade.
A aluna Vanessa Vieira, de 17 anos, acha que a moda varia conforme o gosto individual de cada um. E isto é um dos motivos pelos quais somos apaixonados por este mundo da moda, não é mesmo!?
Assim como a participante do projeto, Keity Sales,17, a Instrutora Rejiane também já sente uma falta gigante do curso. A profissional que tem a moda como paixão, diz que nasceu pronta! Gosta de acompanhar tendências, estudou moda e ama a versatilidade que a mesma propõe, seja na decoração ou em acessórios.
Rejiane conta que foi proprietária de loja durante 10 anos, criou uma agência de consultoria e que foi convidada para participar do Instituto Apreender recebendo o novo desafio com grande entusiasmo e alegria. Atualmente faz Designer de moda e respira o assunto vinte e quatro horas por dia, pois não pretende apenas aprender mas principalmente compartilhar sobre o que sabe.
Sob o olhar atento da professora Reijane e dos demais profissionais do projeto, no mês de junho deste ano, o Instituto Apreender deu a 130 jovens a oportunidade de busca por um futuro melhor.
São exemplos como este que nos fazem acreditar ainda mais que a Moda e tantas outras áreas espalhadas pelo mundo tem um número incalculável de admiradores e podem ser valorizados (merecidamente!), de uma forma que nem podemos imaginar...
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »