Lab Dicas Jornalismo Publicidade 728x90
11/06/2024 às 16h21min - Atualizada em 16/05/2024 às 09h57min

[Resenha] Senna: O Brasileiro, O Herói, O Campeão

Produção mostra a trajetória do piloto na Fórmula 1

Judith Rodrigues - Revisado por Flavia Sousa
'Documentário sobre Senna'. (Foto: Divulgação)

Ayrton Senna da Silva não foi apenas mais um piloto de Fórmula 1. Ele era, e ainda é, um ídolo nacional. Senna trazia alegria para os lares de um Brasil que enfrentava diversos problemas sociais. Em uma época difícil, as manhãs de domingo eram, para muitos, o momento mais aguardado da semana, onde todos podiam, ainda que por algumas horas, esquecer um pouco dos problemas e vibrar por cada volta do piloto brasileiro.


 

 

A data de 1° de maio de 2024, marcou 30 anos que o Brasil perdeu um dos seus maiores orgulhos nacionais. Por isso, hoje trazemos aqui a resenha de uma das muitas produções que já foram lançadas sobre Ayrton, o documentário “Senna: O Brasileiro, O Herói, O Campeão". A produção, dirigida por Asif Kapadia, traz toda a trajetória automobilística do piloto brasileiro, desde o início na Fórmula 1 até sua trágica morte em 1994.


Trailer de "Senna: O Brasileiro, O Herói, O Campeão". (Reprodução: Supercinevip - YouTube)

O começo

Logo no início, o documentário mostra o começo de Ayrton Senna na Fórmula 1, em 1984. Já nos primeiros momentos era perceptível o talento do brasileiro, que se destacava por seu amor à velocidade e sua vontade de vencer na categoria. Senna sabia que queria construir uma carreira na Fórmula 1, e teria que fazê-lo com honra e talento.

A produção passa pela primeira vitória do piloto no Grande Prêmio de Portugal, em 1985. O GP, que foi marcado por uma chuva intensa, revelou não apenas um novo membro da lista de vencedores de corridas, mas também um gênio nas pistas molhadas. Na etapa, Senna deu uma verdadeira aula de condução na chuva, sem deixar nenhuma chance para seus rivais.



Senna x Prost

O documentário também avança sobre uma das maiores rivalidades da Fórmula 1. Quando Senna chegou na McLaren, teve como principal rival seu próprio companheiro de equipe, o piloto francês Alain Prost. Os dois tinham disputas eletrizantes por posições e vitórias nas pistas. 

Ayrton x FIA

Além disso, o documentário destaca que Ayrton também tinha conflitos com os dirigentes da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). O piloto brasileiro já sofreu punições e até teve sua superlicença - permissão para o piloto participar e competir na Fórmula 1 - cassada, após dizer que a decisão do campeonato de 1989 tinha sido manipulada. O brasileiro quase foi impossibilitado de participar da temporada de 1990, tendo que pedir desculpas ao então presidente da FIA, o francês Jean-Marie Balestre.

A conquista dos títulos mundiais

Durante os dez anos na Fórmula 1, Ayrton conquistou três campeonatos mundiais que foram marcados por muitos momentos emocionantes e também são destacados no documentário. O primeiro, em 1988, foi marcado por uma disputa intensa com Prost, mas Senna levou a melhor e garantiu o campeonato no GP de Suzuka, no Japão. O segundo, em 1990, Prost deixou a McLaren e se tornou piloto da Ferrari, mas a rivalidade com Senna ainda persistia. O piloto brasileiro garantiu o bicampeonato após uma batida com Prost também no GP de Suzuka, no Japão. O terceiro título veio em 1991, agora com um novo rival: Nigel Mansell, mas apesar da disputa no decorrer da temporada, o tricampeonato foi garantido novamente no Japão.


 

Interlagos, 1991 – a primeira e mais emocionante vitória no Brasil

Na temporada de 1991, em que Senna conquistou o tricampeonato, houve um momento emocionante em um GP pra lá de especial que também obteve destaque no documentário. Isso porque a primeira vitória do piloto brasileiro em casa tinha tudo para ser marcante, e de fato foi. Em Interlagos, Ayrton largou da pole, mas durante a corrida a chuva chegou e, para o desespero de todos, o câmbio da McLaren de Senna quebrou. Para vencer, ele teria que completar a corrida com a peça travada na sexta marcha. E foi aí que com um esforço extremo, ele conseguiu. Para a celebração da vitória histórica no Brasil, mesmo com o cansaço evidente, Senna ainda se esforçou para comparecer ao pódio e erguer o troféu na frente de sua torcida.


 

O trágico 1° de maio de 94

 

O documentário é finalizado com a trágica morte de Ayrton Senna. A manhã de 1° de maio de 1994 deixou um vazio nos corações dos brasileiros e de todos os fãs de Ayrton pelo mundo. Na corrida do GP de Ímola na Itália, Senna faleceu. Era um fim de semana em que ele estava desconfortável com o desempenho do carro. Além disso, essa etapa da temporada foi marcada por graves acidentes e perdas fatais. Na sexta-feira, 29 de abril, o jovem piloto e também brasileiro Rubens Barrichello sofreu um acidente durante os treinos para o GP, mas apesar da gravidade do impacto, felizmente ele ficou bem. No sábado, 30 de abril, durante o treino classificatório, outro acidente ocorreu, mas dessa vez, tirou a vida do novato piloto austríaco Roland Ratzenberger. 

 

No domingo (1° de maio), Senna faleceu. Após bater com muita velocidade na barreira de pneus em um das curvas da pista, Ayrton foi atendido ainda na pista e foi levado de helicóptero ao Hospital Maggiore, em Bolonha. Mas, infelizmente, logo depois, a morte do piloto foi confirmada. 

 

A perda do ídolo brasileiro provocou uma comoção nacional. As manhãs de corrida não foram as mesmas sem aquele brilho nas pistas, o tema da vitória e a bandeira brasileira sendo erguida e balançada. Ayrton deixou, além de muita saudade, um legado e ensinamentos valiosos para os brasileiros, sobre superação e determinação na busca pelos sonhos, algo memorável que vai ser lembrado para sempre.

Em suas próprias palavras:

 

"Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá".

Leia mais: Confira dicas de produções para os fãs de Fórmula 1


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »