Lab Dicas Jornalismo Publicidade 728x90
09/06/2024 às 23h00min - Atualizada em 09/06/2024 às 22h50min

Amaríssima: um convite para sentir as fases do amor

Em seu primeiro álbum, Melly mostra seu lado mais sentimental

Victória Christyne - Revisado por Danielle Carvalho
Capa do álbum 'Amaríssima', de Melly (Foto: Reprodução / Instagram @oficialmelly)

Amaríssima é o primeiro álbum da cantora e compositora Melly, lançado em Maio deste ano e pela gravadora Som Livre, com 12 faixas - sendo 2 feats -. Em suas composições Melly costuma mesclar o Soul e R&B com ritmos baianos como pagode, samba-reggae e ijexá. Em seu novo trabalho não é diferente, a mistura cultural mais uma vez foi elogiada por seus  fãs. Além do álbum foi lançado um curta-metragem com os clipes das músicas. Amaríssima vem para reafirmar a baiana como uma artista LGBTQIAPN+. 

 

O projeto audiovisual, conta a história do casal Mel (Melly) e Amara (Camilla Damião). Dirigido por Edvaldo Raw, tem diversos pontos altos. Um dos destaques é a fotografia, também feita pelo diretor. A escolha do formato de gravação cria uma atmosfera de algo nostálgico, identidade já adotada por Melly em seu EP Azul. Assistir ao curta é como voltar aos videoclipes dos anos 2000, mas com o toque contemporâneo. A arte de Marcelo Magalhães contribui bastante para isso, com detalhes que envolvem o público com Amaríssima. Porém, apesar das cenas se encaixarem individualmente com as músicas, o conjunto da obra não é coeso.

 

Amara, Amaríssima


 

Amaríssima (álbum) foi lançado dia 28 de Maio em todas as plataformas digitais, já o curta-metragem que recebe o mesmo nome foi lançado dia 23 de Maio. Uma das primeiras coisas que o curta deixa claro é sobre o nome da produção. Amara, por isso, Amaríssima. 

 

Falar de amor, é uma confissão a sua amada, a saudade de estar juntas é grande e porque não se ver amanhã? Melly nunca deixou sua origem soteropolitana. Em suas composições a artista costuma usar algumas gírias regionais, Cacau é um exemplo disso. Durante a música ela faz trocadilhos com chocolate e o apelido de sua amada. Além disso, “Cacau caiu” é uma gíria comum em Salvador para falar que está chovendo, durante o curta a artista brinca com isso. Meio do caminho é como uma passagem de tempo entre as músicas. Paraíso é um ótimo flerte, a música envolvente com o swing baiano é ilustrada em uma festa que transforma mais ainda esse ar romântico.

 

Decidida de si, em Derreter & suar é dado um ultimato “Se me quer, adiante seu lado”, afinal, ela não está disposta a jogar com os próprios sentimentos. Durante o filme, passa uma cena repleta de afeto entre Melly e sua avó (Lindinalva Araujo), onde Mel é aconselhada. Bandida, foi a primeira música do álbum a ser lançada em Novembro de 2023 com um videoclipe protagonizado por Mel (Melly) e Cacau (Iza Moreira). E agora? Também é uma passagem de tempo do álbum, é como se ela estivesse narrando os acontecimentos cantados. Rio Vermelho é o primeiro feat apresentado com  a participação do Russo Passapusso vocalista da banda BaianaSystem. Durante o curta é mostrado um encontro entre Amara e Mel casal no Rio Vermelho, bairro turístico de Salvador. 

 

Vídeoclipe “Bandida” (Reprodução/Youtube: @mellyoficial)
 

 

Domingo (Missin’ Something), apresenta uma cena simples e encantadora com um casal dançando contemporaneamente, lembrando uma capoeira em alguns momentos. Melly canta com um figurino clássico, criando um contraste visual. Além disso,  é apresentada uma de suas maiores marcas registradas, os versos em inglês. 10 minutos é uma parceria com a cantora e amiga Liniker, a conexão de Salvador com Araraquara rendeu uma composição rica em seus arranjos e letras. Bye Bye é uma clássica música de fim de relacionamento, no curta foi retratada em preto e branco adicionando um drama maior a cena. Por fim é apresentada a faixa bônus Um poema com minha letra (Gaveta), parece um desabafo para um amor antigo. Mostra mais uma vez toda a sensibilidade da Melly.

 

Amaríssima é um trabalho bem construído, mais uma vez Melly mostra sua excelência. É nítido que a artista optou por consolidar sua identidade artística e a qualidade de sua produção, e não inovações. A parceria com Liniker certamente acrescenta uma emoção, especialmente para os fãs que esperavam por esse encontro musical. Com uma narrativa capaz de expressar temas como amor, identidade e relacionamentos, Amaríssima é um sucesso com menos de um mês de lançamento. Mostrando que o prêmio de artista revelação do Prêmio MultiShow em 2023 foi apenas o  primeiro reconhecimento de carreira promissora.

 

 

Curta-metragem “Amaríssima” (Reprodução/Youtube: Mellyoficial)


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »