Lab Dicas Jornalismo Publicidade 728x90
16/06/2024 às 20h29min - Atualizada em 16/06/2024 às 20h29min

Brasil vence Turquia e é cabeça de chave da Olímpiada

Seleção brasileira conseguiu 100% de aproveitamento na Liga das Nações, subiu no ranking e deve ter vida menos complicada na largada dos Jogos; Tailândia será próximo adversário na Liga

Paulo Octávio
Boa noite, Brasil (para a Turquia, é só noite): Seleção celebra invencibilidade e liderança do ranking. Foto: Volleyball World
A seleção brasileira feminina de vôlei conseguiu inúmeros feitos com a vitória sobre a Turquia por 3 a 0, na última rodada da primeira fase da Liga das Nações, neste domingo (16). Com o resultado, Brasil alcançou a liderança do ranking mundial, o que lhe dá o direito de ser uma das cabeças de chave das Olímpiadas. A equipe está no grupo B e espera o sorteio que será realizado na próxima quarta. A tendência é de o time ficar em uma chave com times menos fortes, embora possa pegar EUA ou Sérvia. Ao menos, a forte  Itália ficou no grupo C.

Além disso, pela primeira vez uma seleção conseguiu "gabaritar" 12 vitórias em 12 jogos nas três primeiras semanas dos jogos. "É motivo de orgulho, mas temos que virar a página. Precisamos manter o foco e o envolvimento do grupo. O comprometimento do time com a parte técnica, tática, alimentação e descanso tem sido muito grande. Agora é um novo campeonato, e já precisamos pensar na Tailândia", afirmou técnico José Roberto Guimarães ao GE.

Brasil pegará o país sede da fase final nas quartas de final na próxima quinta. Como os grupos olímpicos já estarão definidos, fica a dúvida se os treinadores manterão equipes titulares para disputa ou se farão alguns testes para rodar o elenco. Jogos começam no dia 27 de julho.

O jogo com a Turquia veio carregado de expectativa, pois além de reunir as melhores equipes do ranking mundial, era chance do Brasil responder as provocações do técnico e da Karakurt. No ultimo jogo entre ambos, a seleção pediu adiamento pois jogadoras estavam abaladas pela morte de Waleska ocorrida naquela madrugada no Brasil. O pedido não foi aceito. E durante um dos tempos o técnico criticou a qualidade das brasileiras, ele afirmou que fala foi tirada do contexto, mas o dissabor ficou.

Rosamaria foi a maior pontuadora do time com 14 pontos.  "Terminar essa fase classificatória de uma maneira Invicta é motivo de muita felicidade pra gente porque vemos o crescimento da equipe e como a gente tá se comportando. Foi um jogo que a gente sabia que seria duro como foi, mas a gente conseguiu imprimir o nosso ritmo desde o início. Espero que a gente leve essa bagagem aí para esses próximos jogos que vão ser muito muito difíceis”. disse para o canal CBV do Youtube. 


A surpresa foi a líbero Nyeme, em alguns lances, agir como levantadora, e a levantadora Roberta fez algumas recepções. Alem disso, a seleção foi eficiente nos passes e na marcação a Vargas e ao não dar espaço para Karakurt, que só marcou dois pontos.

Agora, seleção viaja para Tailandia para disputa do mata-mata da Liga, um torneio que Brasil até hoje nunca venceu.

1º SET

O primeiro ponto do Brasil saiu de um rali em que Ana Cristina conseguiu colocar a bola no chão. Parecia indício de uma partida dificil, mas só parecia. Na sequencia, a seleção  fez três pontos seguidos, mas Turquia passou a frente. Até que Brasil retomou o controle do set após estar em desvantagem de 10 a 9. A partir daí, as comandadas do Zé Roberto  conseguiram se estabilizar e marcaram cinco pontos seguidos e exploraram os erros das rivais. Assim, fechou primeiro set em 25 a 14.

2º SET 

 Brasil continuou incisivo e abriu 3 a 0 e não deixou a Turquia chegar. Até sofreu uma instabilidade após o 7 a 3 e quando as turcas chagaram a encostar em 13 a 9. Mas a seleção reencontrou seu eixo, e Roberta conseguiu o primeiro ace. A partir daí, o Brasil conseguiu vantagem, explorou bloqueios, não deixou Vargas e Karakurt passarem e fechou set de novo em 25 a 14.

3º SET

No terceiro set foi a vez da Turquia abrir vantagem no começo, mas Carol rodou a bola para empatar o jogo. A terceira parcial teve o equilíbrio esperado até o Brasil abrir 8 a 6. A partir daí, seleção brasileira conseguiu fazer seu bom jogo prevalecer e mais concentrada abriu 16 a 10. Um símbolo da má noite turca ocorreu quando Rosamaria acertou um saque rede, mas levou o ponto devido as rivais erraram sua posição em quadra.

Turquia começou a forçar o saque para tentar se aproximar e houve alguns erros na recepção. Até que Zé Roberto Guimarães pediu um tempo para o Brasil  manter a tranquilidade. O bom jogo voltou a fluir, e a seleção fechou set em 25 a 19. 

PRÓXIMOS JOGOS

Brasil encara Tailândia, às 10h30, de quinta pelas quartas de final da Liga. Já Turquia pega Polônia, na sexta, às 10h30.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »