13/09/2019 às 22h27min - Atualizada em 13/09/2019 às 22h27min

Ultima parada: temperos sulistas

Conheça a gastronomia do ultimo destino dessa viagem gastronômica

Érica Aquino
Foto: Pénatrilha
Na ultima parada da série de viagem gastronômica pelas regiões do Brasil, o desembarque será no Sul, a ultima região do país, nas partes baixas, composta pelo Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Por conta do clima mais frio, diferente das outras regiões, os imigrantes italianos e germânicos que chegaram nas cidades sulistas ficaram espalhados pelo território e dessa forma acabaram influenciando toda a culinária.

Os sulistas também foram influenciados por países que fazem fronteira com a região como Argentina, Paraguai e Uruguai que deu vida ao primeiro prato tipo da lista, o churrasco:


Foto: Reprodução

Sem muito rodeio a carne assada na brasa é uma das principais comidas típicas de todo o Sul.
São também usados muitos ingredientes aproveitados da própria terra, o pinhão e a erva-mate podem ser usados para inúmeras receitas, um exemplo é a Paçoca de pinhão com carne assada:


Foto: Reprodução
 
A influencia italiana não demora a aparecer, pois a polenta, prato típico da Itália, também se faz presente na alimentação dos sulistas.
 

Foto: Reprodução
 
Seu modo de preparo é o a base de fubá, farinha fina feita com milho ou arroz moído, típico do Brasil, água e sal.
 
As comidas que também atraem muitos visitantes para a região, são as sobremesas tradicionais, passadas de gerações em gerações, como por exemplo, o sagu com creme:


Foto: Reprodução
 
Típico principalmente entre os gaúchos, servido após os churrascos. Curiosidade: O Sagu é uma fécula comestível extraída de várias sagueiros.
 
Outra sobremesa que desperta curiosidade, é bem diferente e influenciada diretamente da Ucrânia é o Kutiá:


Foto: Reprodução
 
Muito comum no Paraná, considerado um prato natalino feito com uvas passas e sementes de papoulas e de trigo.

O tour pela cozinha das regiões brasileira chegou ao fim.
 
O Brasil é um país de diversidade tanto na cultura quanto no tempero, fazendo essa parada em cada região foi possível identificar um pouco de cada canto, conhecer e se apaixonar por uma característica de cada terra.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »