14/09/2019 às 18h07min - Atualizada em 14/09/2019 às 18h07min

Novela infantil aborda tema envolvendo videogames e tecnologia

“Poliana” inspirada no livro “Pollyanna” de 1913 , está sendo um grande sucesso entre o público infantil.

Vitória Xavier - Editado por Bárbara Miranda
Vivemos em um mundo o qual a tecnologia avança a cada dia, e o acesso a ela vem se tornando mais democrático. Um aparelho celular por exemplo, nem todo mundo tinha condição de ter um nos anos 70 e 80, porém, hoje em dia, é super normal que grande parte da população tenha um, já que segundo pesquisas do Estado de Serviços Móveis, o Brasil é 5º país em ranking de uso diário de celulares no mundo. 
 
Consequentemente, as crianças já nascem com grande acesso a essa tecnologia toda, sendo super comum vê uma criança de 3 anos assistindo ou jogando em um Ipad. 

FONTE: Reprodução SBT.
 
Fica claro então, o quanto o assunto está introduzido no público infantil. Pensando nisso, uma das apostas de assunto que o SBT trouxe para a novela “Poliana”, foi falar sobre jogos e a tecnologia. 

A história
A história da novela fala sobre a vida de Poliana, uma garotinha que perdeu os pais bem cedo, e precisou morar com a sua tia que está sempre mal humorada. Com o seu jeitinho único e o conceito do jogo do contente (jogo que te ensina a vê o lado bom das coisas), a menina muda a vida de todos, inclusive da sua tia. 

A tecnologia na novela
Desde o começo da trama, a novela está sempre falando sobre a tecnologia. Seja citando bens, ou os seus males. Nas últimas semanas o assunto foi tão forte, que as crianças tiveram uma viagem em decorrência o lançamento de um jogo: o Vetherna, criado pela maior empresa de jogos na história da novela.
 
Na história fictícia. O jogo está disponível para vária plataformas, inclusive realidade virtual. A princípio ele era um jogo de tabuleiro, que é encontrado pelo elenco das crianças menores. Porém, quando o desenvolvedor da 0110 (empresa de jogos) encontra o tabuleiro, ele tem a ideia de tentar produzir um jogo de videogame inspirado no tabuleiro. Quando lançou, as crianças não falavam de outra coisa se não fosse isso. Muitas ficaram até tarde jogando, ou deixaram de estudar para jogar. 

FONTE: Reprodução SBT.
 
A importância de trazer algo assim, é chamar a atenção do público infantil, e abordar o tema de forma cautelosa, por meio de consequências e dos conselhos dos adultos da novela. 

O medo da tecnologia
Da mesma forma que mostra o quanto as crianças estão introduzida nesse mundo, a falta de aceitação da parte dos mais velhos também é mostrada. Temos o caso da diretora da escola Ruth Goulart se recusando a trazer a tecnologia para a sua escola, mesmo sendo aconselhada que isso seria o melhor para as crianças. É nesses momentos que a pauta sobre os benefícios entra em questão. 

Quais seriam os benefícios?
A novela cita isso fugindo um pouco da realidade atual, mas não deixa de falar o quanto ela é capaz de avançar a ciência. Drones, robôs e próteses realistas , são mostradas durante a novela, encantando a audiência. A forma como ela pode auxiliar os estudos entra em questão muitas vezes, o personagem Pendleton, dono da 0110,  tenta sempre convencer a Ruth, mostrando formas de introduzir a tecnologia na escola, já que ele defende o total uso dela, tanto que já até desenvolveu um navegador próprio para pequisas escolares. 

FONTE: Reprodução SBT.

O equilíbrio
Fica claro então, que Poliana aborda o assunto de uma forma que mostra os lados positivos e negativos. Da mesma forma que ela consegue atrair o público com assuntos da atualidade, ela educa e consegue tratar de um tema o qual quase não é citado.
 
O vício em jogos é muito comum entre os jovens, porém os pais geralmente só veem isso com maus olhos, e tentam castigar retirando o aparelho das crianças. Todavia, o ideal método para resolver muito das coisas é conversando até entrarem em um acordo, pois muitas vezes o vício pode significar coisas bem mais sérias, podendo ser até mesmo uma depressão. 


REFERÊNCIA
 
VALENTE, Jonas. Brasil é 5º país em ranking de uso diário de celulares no mundo. Agência Brasil, Jan 2019. Dísponivel em:<http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2019-01/brasil-foi-5o-pais-em-ranking-de-uso-diario-de-celulares-no-mundo>. Acesso: Set 2019. 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »