15/09/2019 às 13h12min - Atualizada em 15/09/2019 às 13h12min

Saudade, um sentimento que influencia a mente e o coração

Vitor Silva Lima - Editado por Socorro Moura
Lounge. obviousmag. Org
Megan é uma adolescente comum, vai a faculdade, tem uma rotina previsível e alguns amigos. Mas o que ela conhece bem, é sobre a importância da palavra saudade. Como num fim de semana qualquer, desses onde tudo parece alegre, lá estava Megan novamente em casa na mesa da cozinha no velho almoço de Domingo com seus pais, mais uma situação previsível em sua rotina. Algo que ela não poderia prever seria o fato de que horas mais tarde sua vida mudaria completamente; sua crença e força de vontade ficariam totalmente abaladas depois disso.

Uma ligação mudou o rumo daquele domingo: um homem havia ligado do celular do pai de Megan e ao atender a ligação, teve uma surpresa. A notícia não poderia ser mais trágica...Ali, parada em pé com o celular na mão, ela caiu aos prantos. A garota com uma rotina previsível passou então a ver seu mundo desabar: seus pais estavam mortos. Um motivo bem impensável conseguiu tirar a vida de dois humanos tão únicos, de vidas longas pela frente. Sonhos e planejamentos acabaram ali... A dor da perda era mais destrutiva do que a dor que fez ceder para morte,na estrada, por um breve cochilo fatal ao volante. Os meses correm e passado infeliz episódio, Megan volta para sua rotina, mas agora percebe que nada é como antes, e nunca mais será. Acaba tendo que conviver com um dos sentimentos mais sufocantes possível, saudade. Ela não havia experimentado ainda esse universo de pensamentos e lembranças.

Decidida, resolve então ir a fundo, pesquisa sobre, e descobre o que tanto procurava: saudade seria a falta de algo, de alguém ou de alguma situação ou acontecimento que estaria fora de alcance...A partir dali era só ela e sua mente, passava mais tempo dentro de si do que nas coisas ao seu redor, seu próprio cárcere mental havia sido criado e elaborado para si mesma. Enfrentar certo sentimento não era fácil, doía, era ruim, profundo demais, as consequências começaram a vir a tona, a mente já não pensava mais racionalmente, era um bombardeio de negativismo, culpa e remorso... Não de alguém, mas de si mesma, onde tudo poderia ter sido diferente, mas a vida havia dado o seguinte rumo para ela: conforme a mente ficava conturbada, seu corpo também começava a sofrer com a saudade. Megan estava magra, não comia e nem sentia vontade de se alimentar; sentia falta de ar e seu coração batia em ritmo desregulado.

Tinha algo errado, ela sabia. A preocupação então bateu na porta da sua consciência, resolveu então pesquisar sobre. Dito e feito, o sentimento que a pobre jovem sentia poderia ser também um vilão, tanto psíquico como físico... Poderia acabar com ela aos poucos, se definhar em culpa e lágrimas todos os dias até não poder mais... Tomou uma rápida e sabia decisão, expulsar os sintomas de si mesma. Foi pro mundo virtual, passava horas pesquisando sobre como superar perdas e deixar a saúde em dia, passou também a frequentar médicos e especialistas. Os dias que se seguiram foram uma verdadeira vitória, começou a disciplinar sua própria mente, prendeu velhos pensamentos de tormenta, se olhava no espelho feliz, já não mais estava magra, passou a se alimentar, fazer exercícios, tudo para se sentir melhor, consigo e com a vida.

Seu coração já não batia de forma desengonçada, estava saudável, ele estava bem melhor, curado e aliviado...Megan teve que aprender a se cuidar, já não tinha mais a figura de um pai ou uma mãe para que pudessem ajudá-la. Distraiu a mente ainda mais, saia pra passear, encontrava pessoas -  outra forma de tratamento infalível -  já não mais lembrava do que pensava de ruim, era outra pessoa, alguém que no passado teve que viver o pior da vida para depois conhecer o que de melhor ela tem pra oferecer. Uma coisa Megan nunca quis, nunca desejou, mas teve que aprender a lidar e a vencer aos poucos um sentimento que mudou sua vida. Um sentimento chamado saudade.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »