23/09/2019 às 12h29min - Atualizada em 23/09/2019 às 12h29min

Neymar supera hostilidade, marca no fim e garante liderança isolada do PSG

Torcida do Lyon atirou bolas de papel no brasileiro durante o jogo

Fernando Curty - Editado por Paulo Octávio
Foto: Divulgação / Twitter / @PSG_inside

Hostilizado pela torcida do Lyon e ainda contestado por torcedores do PSG, Neymar novamente dá a resposta em campo e garante outra vitória do Paris Saint-Germain no Campeonato Francês com gol nos minutos finais do jogo. Desta vez, a equipe parisiense derrotou o Lyon, fora de casa, pelo placar de 1 a 0. Com a vitória apertada, o PSG abre três pontos do vice-líder Angers. Já o Lyon, segue sem vencer há 5 jogos, somando Campeonato Francês e Liga dos Campeões, e amarga a 9ª colocação na tabela. 

 

1º TEMPO 

O favoritismo do PSG ficou evidente logo no primeiro minuto de jogo, com uma chance clara criada pelo camaronês Choupo-Moting, que recebeu passe de Di Maria e obrigou o Anthony Lopez a fazer a primeira grande defesa da partida. A equipe visitante era quem criava as melhores oportunidades, e o goleiro Lopez, do Lyon, se tornava o destaque do jogo até então. Os donos da casa, mesmo arriscando alguns chutes, não conseguiram acertar o alvo. 

 

2º TEMPO 

Na segunda etapa, o nível técnico da partida caiu, e foram poucas oportunidades criadas pelas duas equipes. O destaque foi para a chuva de “bolinhas de papel” que o brasileiro Neymar recebeu ao cobrar um escanteio aos 12’. Apenas aos 26’ que o PSG voltou a assustar, com uma finalização para fora de Choupo-Moting. Quando a partida parecia se encaminhar para o 0 a 0, aos 42’, Neymar recebeu passe de Di Maria dentro da área, encontrou espaço para chutar entre três marcadores e fez o gol da vitória do PSG. 

 

PRÓXIMOS CONFRONTOS 

Lyon e PSG voltam a entrar em campo na próxima quarta-feira (25), pela 7ª rodada do Campeonato Francês. A equipe do técnico Sylvinho encara o Brest, fora de casa, às 14h (horário de Brasília), já o time parisiense recebe o Reims no Parque dos Príncipes, às 16h (horário de Brasília). 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »