24/11/2019 às 18h28min - Atualizada em 24/11/2019 às 18h28min

Grêmio vence e fecha fim de semana perfeito do Flamengo

Tricolor sobe para quarta posição e dá título para o Mengão na primeira derrota do Palmeiras em casa

Paulo Octávio - Editado por Amanda Cruz
Everton celebra gol de pênalti para festa da torcida gaúcha e carioca. Foto: Marcos Ribolli/Globo Esporte
Para o torcedor do Flamengo festa pouca é bobagem. A vitória do Grêmio diante o Palmeiras, por 2 x 1, faz com que ninguém consiga mais ultrapassar o Mengão, que assim confirma o sexto título brasileiro de sua história (CBF respeita decisão do STJ e não considera o de 87). Isso um dia depois da conquista da Libertadores. O clube carioca teve seu jogo da 34ª rodada, contra o Vasco, antecipado para o dia 13 de novembro para não bater com à final do torneio continental. Já o clima no Allianz, palco da partida deste domingo (24), era de fim de feira. A torcida não compareceu em peso, e Felipe Melo ainda estava fora ainda se recuperando das dores que o tiraram do jogo com o Bahia. Essa foi a primeira derrota do clube paulista em seu estádio desde maio de 2018. Agora, Alviverde  cai para terceira posição e vai luta pelo vice-campeonato nos últimos jogos. E o Tricolor, quarto colocado, deseja manter a gordura no atual G5 e, por isso, torce contra o São Paulo.


1º TEMPO
 

Com a necessidade de jogar bem para dar resposta a torcida, o Palmeiras pressionou. Aos 3, Dudu cruzou para Borja, o colombiano virou e chutou para fora. Depois, Kannemann perdeu a bola, Lucas Lima arrancou e serviu Dudu, mas o zagueiro se recuperou na jogada. Grêmio apareceu dois minutos depois com Everton, que bateu travado. Verdão tentou responder, porém protagonizou lance digno dos Trapalhões, programa de humor que consagrou Didi, Dedé e Mussum nos anos 80 e 90. Zé Rafael achou Lucas Lima, mas Borja chegou para chutar só que acabou atrapalhando Lima e perdeu a bola. Na segunda metade da primeira etapa, o Tricolor passou a ter mais posse, mas clube paulista se fechou e não deixou rival criar jogadas agudas. Verdão tentou ir para o intervalo em vantagem, mas ninguém achou cruzamento de Dudu, aos 43.
 
2º TEMPO

Borja não voltou para segunda etapa. No lugar dele entrou Luiz Adriano. O panorama seguiu o mesmo do primeiro tempo com Palmeiras criando sem objetividade. Porém aos 9, Tricolor começou a se soltar. Vitor Hugo perdeu para Tardelli, que armou contra ataque, serviu Everton, e Thiago Santos interceptou. No minuto seguinte, paulistas responderam com Marcos Rocha, que cruzou, e Luciano tirou. Aos 19, Willian entrou no lugar de Zé Rafael. Ele tabelou com Dudu, mas o meia sem ângulo errou o alvo. A falta de objetividade do Verdão custou caro. Aos 22, Everton entrou na área e foi derrubado por Gustavo Gómez, que fez a penalidade e se machucou no lance -- em seu lugar entrou Ramires. Na cobrança, Cebolinha abriu o placar.
 
O clima era péssimo no Allianz. Mas Palmeiras seguiu tentando. Aos 28, Luiz Adriano ajeitou para Bruno Henrique que bateu fraco. Como criar não dava certo, Lucas Lima tentou de fora da área e a zaga desviou. Minutos depois, Dudu e Ramires tabelaram, mas Dudu perdeu o ângulo para o arremate. E no minuto seguinte, Cortez derrubou Dudu na grande área. Bruno Henrique converteu o pênalti e empatou aos 37. Verdão se animou, mas o Grêmio foi fatal. Aos 48, Alisson recebeu na entrada da área e deixou Pepê cara a cara com Weverton para fazer 2 x 1.  Assim, ele confirmou título do Flamengo e a primeira derrota do Palmeiras em sua casa desde 26 de maio de 2018, o 3 x 2 para o Sport.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS


O Verdão volta a campo na próxima quinta-feira (28) para enfrentar o Fluminense, às 19h30 (horário de Brasília), no Maracanã. E o Grêmio pega o Athlético Paranaense, na quarta-feira (27), em Curitiba, às 21h30 (horário de Brasília).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »