04/12/2019 às 19h09min - Atualizada em 04/12/2019 às 19h09min

Casos de racismo no futebol têm índices preocupantes em 2019

Segundo estudo, são mais de 60 episódios registrados no Brasil e no mundo até o mês de novembro

Ruan Santos - Editado por Paulo Octávio
Jogador Taison é consolado por adversários após sofrer racismo / Foto: Oleksandr Osipov. Reuters

O ano de 2019 marcou negativamente o futebol brasileiro e mundial com diversas ocorrências de racismo. Segundo um estudo do site Observatório da Discriminação Racial no futebol, são mais de 60 casos registrados até o mês de novembro. Foram 47 apontados no Brasil, o maior índice do país em cinco anos. Dois casos chamaram mais atenção. Torcedores do Atlético MG dirigiram ofensas raciais para um segurança do estádio Mineirão em jogo contra o Cruzeiro, válido pelo Campeonato Brasileiro. O jogador Thiago Galhardo, do Ceará, ouviu cantos racistas por parte de torcedores do Santos contra seu companheiro de equipe, Fabinho.


No exterior foram 13 episódios envolvendo atletas brasileiros, entre eles os jogadores Dentinho e Taison, do Shakhtar Donetsk. E cinco em competições sul-americanas, além de outros torneios pelo mundo. Na Itália, ocorreu o caso mais recente, quando torcedores do Cagliari dirigiram cantos racistas ao jogador Lukaku, da Inter de Milão. O atleta já tinha sido vítima de racismo por parte de torcedores do Slavia Praga, da República Tcheca, em jogo da Liga dos Campeões. A Federação Italiana de Futebol já manifestou que repudia qualquer tipo de preconceito racial, mas ainda não está bem vista no cenário esportivo mundial.

A própria torcida da Inter enviou uma carta para Lukaku, dizendo que o ocorrido não foi racismo. Em alguns trechos eles relatam: “Nós entendemos que pode ter parecido racista para você, mas não é assim.” A carta ainda traz: “Na Itália, usamos certas `maneiras`apenas para ajudar nossos times... não por racismo, mas para desistabilizá-los.”  O país é alvo de diversos casos, envolvendo até presidentes de clubes. Como é o caso do dono do Brescia, que fez declarações racistas em direção à Balotelli, dizendo que ele estava tentando se “clarear”, o que pode se ver no vídeo.

Canal: Notícia Digital
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »