12/12/2019 às 08h17min - Atualizada em 12/12/2019 às 08h17min

Relacionamentos Abusivos | Realidade retratada na ficção

Diversos filmes e séries abordam esse tema tão delicado que devemos prestar atenção

Luís Mário Miranda
Foto: Kemmido/Freepik (G1)

"Você é louca, vá se tratar"; "você nunca vai ser mulher de verdade"; "a culpa é sua"; "pra que vai se arrumar?"... Todas essas são frases características de um relacionamento abusivo. Um relacionamento onde o homem acha que tem supremo controle sob a mulher, ou ao contrário. Infelizmente, é uma realidade que muitas mulheres no mundo vivem. Aqui no Brasil a taxa de feminicídio em 2018, tinha caído 6,7% em relação a 2017. Já em 2019, a taxa de feminicídio subiu 12% em relação ao ano anterior. Casos extremos que começam com simples ameaças ou um simples controle que às vezes é tido como proteção ou romantismo.

Explicando melhor, um relacionamento abusivo ocorre entre duas pessoas, onde uma provoca medo, e o outro, sente o medo. Isso cria uma relação de poder entre elas. Uma é manipulada e a outra manipula. Com isso, conclui-se que relacionamento abusivo não ocorre apenas de uma forma "romântica", mas em todas extensões de relacionamentos sociais como, amizades, família, ambientes de trabalho, casamentos, namoros, etc. 

Na ficção, temos casos de relacionamentos abusivos. Na série "VOCÊ", Joe (Penn Badgley) nos mostra a visão que um abusador tem sobre a vítima, nesse caso, sobre Beck (Elizabeth Lail). Ele dá justificativas de que é para protegê-la, romantizando toda a situação para cometer suas atrocidades ao longo da temporada. O apoio que Beck tem são as redes sociais, onde ela expõe tudo o que passa. Um outro exemplo é na série Jessica Jones. A super-heroína Jessica Jones (Krysten Ritter) é vítima de abuso e tortura psicológica, causados por K (David Tennant). Em Big Little Lies, através do casamento caótico de Celeste (Nicole Kidman) e Perry (Alexander Skarsgard), a HBO fez um ótimo trabalho expondo como acontece a violência doméstica vivida por muitas mulheres, e para o quê evoluí o relacionamento abusivo.

No filme, Trama Fantasma de 2018, dirigido por Paul Thomas Anderson, é mostrado mais um exemplo de relacionamento abusivo. Reynold Woodcock (Daniel Day-Lewis) se apaixona por Alma (Vicky Krieps), e a transforma em sua musa inspiradora. No decorrer do filme, o relacionamento entre os dois ultrapassa os limites do tolerável, deixando a relação cada vez mais tóxica para ambos.

Os personagens de histórias em quadrinhos da
DC, Arlequina e Coringa, um dos casais mais amados pelo público, são exemplos notório de uma relação abusiva. No filme Esquadrão Suicida, Arlequina (Margot Robbie) tem uma obsessão pelo Coringa (Jared Leto), e faz tudo o que ele pede. Claro que ele se aproveita dessa obsessão para maltratá-la e metê-la em em enrascadas. 

Temos um exemplo claro disso em A Cor Púrpura. O filme de 1985, dirigido por Steven Spielberg, além de ter um elenco de peso, já trazia às telonas algumas formas de relacionamentos abusivos. A personagem Celie (Whoopi Goldberg) é abusada sexualmente pelo seu pai e engravida dele, então ela decide fugir de casa e mudar de vida, mas acaba se casando com um homem extremamente violento, caindo assim, mais uma vez, em outro relacionamento abusivo. O que lhe dá força e coragem para superar essas desventuras, é o desejo imenso de reencontrar a sua irmã. Nesse longa temos o exemplo de abuso num ambiente de proteção, um ambiente familiar e em um casamento. Enquanto uns se motivam por terem um sonho, outros sonhos são totalmente frustrados por estarem em uma relação tóxica.

No filme
À Meia Luz de 1944, a jovem sonhadora Paula (Ingrid Bergman) após a morte da sua tia 
 uma famosa cantora de ópera, resolve estudar na Itália. Lá ela conhece o pianista Gregory (Charles Boyer), logo se apaixona e se casa com ele. Mas o casamento perfeito vira pesadelo quando o sedutor pianista começa a ser violento e abusivo com Paula. Um bom exemplo de abusador, a pessoa se mostra ser perfeito, sem defeitos e depois, tira a máscara do bom moço e mostra quem é de verdade. 

Caso você sofra com relacionamento abusivo ou conhece alguém que viva um, denuncie! Existem leis que a protege. Se ajude e ajude alguém. Ligue 180 ou 190. 


REFERÊNCIAS

CINECLIK. Relacionamentos abusivos retratos na ficção. Disponível em:<https://www.cineclick.com.br/galerias/relacionamentos-abusivos-cinema-tv-famosos#1>. Acesso em: 11 dez. 2019.

G1. Violência contra a mulher: veja como denunciar e procurar ajuda. Disponível em:://g1.globo.com/fantastico/interatividade/noticia/2019/08/11/violencia-contra-a-mulher-veja-como-denunciar-e-procurar-ajuda.ghtml>. Acesso em: 11 de dezembro de 2019. 

G1. Cai o nº de mulheres vítimas de homicídio, mas registros de feminicídio crescem no Brasil. Disponível em:<https://g1-globo-com.cdn.ampproject.org/v/s/g1.globo.com/google/amp/monitor-da-violencia/noticia/2019/03/08/cai-o-no-de-mulheres-vitimas-de-homicidio-mas-registros-de-feminicidio-crescem-no-brasil.ghtml?amp_js_v=a2&_gsa=1&usqp=mq331AQCKAE%3D#aoh=15759301248518&_ct=1575930106527&csi=1&referrer=https%3A%2F%2Fwww.google.com&_tf=Fonte%3A%20%251%24s&share=https%3A%2F%2Fg1.globo.com%2Fmonitor-da-violencia%2Fnoticia%2F2019%2F03%2F08%2Fcai-o-no-de-mulheres-vitimas-de-homicidio-mas-registros-de-feminicidio-crescem-no-brasil.ghtml>. Acesso em: 11 de dezembro de 2019. 

LEIAJÁ. Cinco séries que retratam relacionamentos abusivos. Disponível em: <https://m.leiaja.com/cultura/2019/01/24/cinco-series-que-retratam-relacionamentos-abusivos/ >. Acesso em: 11 de dezembro de 2019.

SUPERELA. Quais os sinais de uma amizade abusiva?. Disponível em:<https://superela.com/quais-os-sinais-de-uma-amizade-abusiva/>. Acesso em: 11 de dezembro de 2019.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »