10/04/2019 às 11h54min - Atualizada em 10/04/2019 às 11h54min

Rendeiras do município de Aracaju e Divina Pastora utilizam o artesanato como forma de sustento

Apesar da cultura local ser pouco reconhecida, mulheres rendeiras apostam na fabricação da própria cultura.

Larissa Barros
Foto: Larissa Barros

A renda irlandesa, Patrimônio Histórico e Cultural de Sergipe ganha espaço em alta temporada de turismo em Aracaju e no interior do estado, apesar do baixo reconhecimento local. Os traços da cultura e os adereços da moda local encantam os olhos dos turistas que visitam os mercados de artesanatos, como por exemplo o Mercado Thales Ferraz e a Rua do Turista no centro da capital.
 

Foto: Larissa Barros

 

A Associação para o Desenvolvimento da Renda em Divina Pastora(Asderen) fabricam peças de vestuário, acessórios, cama  ,decoração entre outros , possui cerca de um pouco mais de cinquenta (50) mulheres que produzem a renda e utilizam como forma de subsistência.  

“Quando eu tinha 8 anos, minha mãe fez com que minhas irmãs e eu aprendêssemos a fazer a renda. Eu não queria, mas era o ganha-pão da nossa família”, conta Rita de Cássia, uma das rendeiras da Rua do Turista. Essa afirmação ilustra de forma clara a tradição perpetuada pelas mulheres da época, em Divina Pastora e Aracaju.
 

Foto: Larissa Barros

 

Bolsas, vestidos, blusas, carteiras e outras peças fabricadas com a renda irlandesa, nem sempre são vendidas com facilidade, apesar das visitas dos turistas. Tal fato ocorre por causa do lacê utilizado nos acessórios, pois,  por ser fabricado apenas por uma indústria nacional, a Ipu, a qual fica localizada no Rio de Janeiro. Dessa forma as produções artesanais das rendeiras tornam-se mais caro.

Esse material é vendido em rolos, e quanto mais lacê a peça possuir, maior será o valor final do produto. Por esse motivo as peças de renda irlandesa são conhecidas como artigos de luxo, desde o período colonial.

 

Foto: Larissa Barros

 
Caso queira ter acesso a outras fotos da renda irlandesa siga, @Lari.barros no instagram.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »