29/01/2020 às 13h14min - Atualizada em 29/01/2020 às 13h14min

Um parasita sul-coreano em Hollywood

Filme de Bong Joon-ho é um sucesso de bilheteria e de crítica

Júlia Victória - Editado por Bárbara Miranda
O filme sul-coreano “Parasita”, do diretor Bong Joon-ho, tornou-se um grande sucesso de bilheteria e de crítica, que o classificou como um dos melhores de 2019. O longa não só quebrou a barreira da linguagem como conseguiu forças para competir com outras obras de Hollywood nas premiações. Mas como essa produção alcançou tanto sucesso?
 
Os motivos para Parasita ser tão bem-sucedido são muitos: o enredo é bem trabalhado e flui por vários gêneros do cinema, a trama é recheada de plot twists e há uma forte crítica social. A história é basicamente:[SPOILER] uma família pobre mora em um porão na periferia de Seoul. Todos estão desempregados, até que um deles é contratado por uma família rica para dar aulas de inglês.Esse jovem começa a armar um plano para que os outros membros da sua família consigam um emprego na mansão. Já empregados, eles começam a conviver, mas uma descoberta sobre os moradores da casa gera diversos conflitos e uma enorme tensão.
FONTE: Pandora Filmes / Reprodução: Omelete.
 
A narrativa possui várias quebras e plots, por isso os críticos indicam assistir ao filme com o menor número de informações possíveis. O site The Atlantic escreveu uma resenha e afirmou “Quanto menos você souber sobre Parasita, melhor”.
 
Essa combinação de fatores e o grande sucesso que o longa fez nos festivais de cinema impulsionaram a sua popularidade. Parasita é o primeiro filme sul-coreano a conquistar a Palma de Ouro na história do Festival de Cannes. A vitória ajudou a transformá-lo em um dos filmes estrangeiros mais assistidos A produção de Joon-ho ficou quatro meses em exibição nas salas de Los Angeles e arrecadou 140 milhões de dólares pelo mundo.
FONTE : The Jokers / Les Bookmakers.
 
A partir desse momento, Parasita entrou na linha das principais premiações. Foi indicado a três Globos de Ouro e saiu vencedor de Melhor Filme Estrangeiro. No Critic’s Choice Awards, Bong Joon-ho levou o prêmio de Melhor Diretor junto com Sam Mendes, de “1917”. Aclamado nas principais cerimônias das associações de crítica especializada e, recentemente, ganhou um inédito reconhecimento na premiação do Sindicato dos Atores: tornou-se o primeiro filme estrangeiro a faturar a categoria de Melhor Elenco. Ele bateu os elencos de “O Escândalo”, “O Irlandês”, “Jojo Rabbit” e “Era Uma Vez… em Hollywood”.
FONTE : Jean-Baptiste Lacroix/AFP.
 
Com esse acúmulo de indicações, as atenções se voltaram para o Oscar e se parasita iria ser nomeado em outras categorias. E foi, com o total de seis: Melhor Direção de Arte, Melhor Roteiro Original, Melhor Montagem, Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Diretor e Melhor Filme.
 
Apesar de estar acompanhado de diretores consagrados como Quentin Tarantino e Martin Scorsese e de filmes como “Coringa”, Bong Joon-ho e Parasita tem boas chances de faturar os prêmios principais. Uma possível vitória seria revolucionária e mudaria os paradigmas da Academia, além de ser um estimulo para descobrir um novo universo cinematográfico, como o próprio Joon-ho disse em seu discurso no Globo de Ouro: “Quando vocês superarem as barreiras de filmes com legendas, conhecerão muitos filmes incríveis”.

 
REFERÊNCIAS 
 
SULBARÁN, Patricia. ‘Parasita': por que o filme sul-coreano está fazendo história em Hollywood. Disponível em:<https://www.bbc.com/portuguese/geral-51188315>.Acesso em 29 de janeiro de 2020.
 
DE LIMA, Juliana Domingos.Parasita: o filme coreano que é sucesso de crítica e público. Disponível em : <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2019/11/16/Parasita-o-filme-coreano-que-%C3%A9-sucesso-de-cr%C3%ADtica-e-p%C3%BAblico>.Acesso em 29 de janeiro de 2020.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »