31/01/2020 às 17h21min - Atualizada em 31/01/2020 às 17h21min

Tradicional Lavagem do Bonfim: fé, devoção e alegria norteiam o festejo em Salvador

"Quem tem fé, vai a pé": frase popular que demonstra a motivação dos fiéis durante evento

Roseane Argolo - Editado por Mário Cypriano
Igreja do Bonfim - Foto: Roseane Argolo

Na quinta-feira (16), que antecede o segundo domingo de janeiro, ocorreu em Salvador a tradicional Lavagem do Bonfim, cortejo que atrai milhares de fiéis todos os anos. São pessoas vindas de diversas cidades do interior da Bahia, turistas brasileiros e estrangeiros, grupos comunitários religiosos para uma renovação e firmamento na fé. Em sua maioria, utilizam traje branco no percurso entre o Bairro Comércio e a Colina Sagrada, onde localiza-se a igreja do Bonfim, esta que tem sua fachada repleta de fitas coloridas, denominadas fitinhas do Senhor do Bonfim.

Os devotos tem como tradição amarras essas fitinhas na grade da Igreja ou no punho dando três nós, sendo cada nó para um pedido que, segundo a crença, será realizado assim que a fita se romper com o tempo. As fitas são como amuletos e é comum serem vistas no braço do povo baiano.


A Lavagem do Bonfim é sempre um momento muito importante para os fiéis que vem em busca de renovação, milagres e, sobretudo, exercitar a gratidão. Logo cedo, pela manhã, em torno das 7h deslocam-se em procissão num percurso de 8km, a 7ª edição da Caminhada de Corpo e Alma, enfrentando o clima quente de Salvador, que chega aos 35º nesta época do ano.  O evento conta com a presença de lideranças políticas, como o prefeito da cidade, ACM Neto.

Multidões viajam a Salvador justamente para participar da Lavagem do Senhor do Bonfim, que costuma ser destaque na mídia regional e nacional ,por sua popularidade. Neste ano, segundo os organizadores, mais de 1 milhão de pessoas participaram da festa, que teve como tema: "Senhor do Bonfim, 275 anos de devoção, veneração e proteção".

Nesta data especial dos 275 anos que a imagem do Senhor do Bonfim veio de Portugal, em conversa com pessoas simpatizantes, fiéis e outros que foram apenas curtira festa, destaca-se a fala de um dos devotos. “A festa da Lavagem do Bonfim é um momento muito especial. Venho pelo lado religioso que, pra mim é o principal e, também, para rever amigos, confraternizar, sempre encontro muitos amigos que se deslocam de suas cidades a fim de cultuar, percorrer as duas horas de caminhada, agradecendo, batendo papo. É um momento especial, de alegria e renovo ”, afirmou Carlos Antônio, 61 anos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »