02/04/2020 às 17h10min - Atualizada em 02/04/2020 às 17h10min

Bélgica cancela campeonato nacional; Club Brugge é o campeão declarado

Decisão do conselho administrativo responsável será ratificada em Assembléia Geral, prevista para o dia 15 de abril

Dara Oliveira - Editado por Paulo Octávio
Club Brugge é declarado campeão Belga. Foto: Reuters/ Jason Cairnduff
Devido a interrupção da temporada, por causa da pandemia de Coronavírus, a Jupiler Pro League decidiu encerrar o Campeonato Belga e declarar o Club Brugge campeão da temporada 2019/2020. Em reunião via teleconferência, os responsáveis pela organização chegaram a um consenso e optaram por essa decisão.
“O Conselho administrativo decidiu por unanimidade que não era desejável, seja qual for o cenário previsto, continuar a competição após 30 de junho. O conselho de Administração formulou uma opinião unânime à Assembléia Geral para não retomar as competições da temporada 19/20 e aceitar a classificação atual da Jupiler Pro League como classificação final”, diz o comunicado emitido pela entidade responsável pela Pro League.
 
A decisão do conselho deve ser ratificada no próximo dia 15 de abril em uma reunião com as 24 equipes, que compõe as duas principais divisões do futebol belga. Dessas, 17 já haviam solicitado o cancelamento da temporada na semana passada.
 
O Club Brugge liderava o Campeonato Belga no momento da paralisação. A equipe tinha com uma vantagem de 15 pontos em relação ao segundo colocado, o Gent. O time ainda jogaria mais uma rodada antes dos playoffs da pós-temporada, que contaria com os seis melhores classificados no torneio. Na temporada 2018/2019, o Club foi vice-campeão nacional da disputa, atrás do Racing Genk, que ocupava a sétima posição na competição.

A Pro League não esclareceu como será a definição das equipes rebaixadas e das promovidas para a primeira e a segunda divisão, bem como as que terão acesso aos torneios continentais da próxima temporada. Contudo, informou que um grupo de trabalho formado por cinco pessoas se encarregará de solucionar as questões. Ademais, o grupo decidirá o futuro da Copa da Bélgica entre Brugge e Antuérpia,  marcado para o dia 22 de março, em Bruxelas, mas que não aconteceu.

 
“A retomada da competição não poderia excluir os riscos à saúde dos jogadores, funcionários e todos os envolvidos na organização das partidas. A possível contaminação de um jogador ou de um núcleo de jogadores corre o risco de influenciar o desenvolvimento esportivo do restante da competição de maneira inaceitável. Mesmo que teoricamente as partidas fechadas fossem possíveis, a pressão adicional que a organização de tais partidas colocaria os serviços de saúde e na aplicação da lei deve ser evitada”, afirma outra parte do comunicado.
 
A medida da Bélgica poderá ser adotada por outras competições ao redor do mundo. Na última quarta-feira (1), a União das Associações Europeias de Futebol (UEFA) sugeriu que as 55 federações afiliadas são independentes para encontrarem soluções para o fim dos campeonatos nacionais.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »