15/04/2020 às 10h13min - Atualizada em 15/04/2020 às 10h13min

Opinião: Como Patriots e Packers podem se reforçar no Draft

A saída de Tom Brady e um ataque inoperante preocupam para a próxima temporada

Matheus Aquino - Editado por Paulo Octávio
Christian Petersen/Getty Images
O draft da NFL, que ocorrerá nos dias 23 a 25 de abril, pela primeira vez será de forma online. O evento, que acontece anualmente, estava marcado para Las Vegas, porém, com a pandemia do Covid-19, as ações de trocas e seleções de jogadores serão virtuais. Neste artigo, tratarei especificamente como New England Patriots e o Green Bay Packers podem se reforçar nesta temporada.

Os Patriots começaram o ano com uma enorme baixa. Depois de 20 anos, Tom Brady anunciou a saída da franquia; ele vai atuar pelo Tampa Bay Buccaneers na próxima temporada. Durante duas décadas, foram seis anéis de Super Bowl conquistados e dezenas de títulos de divisão. Logo, a necessidade para os Pats é de um Quarterback. No momento, o elenco conta com Jarret Stidham e Bryan Hoyer. O primeiro, draftado no ano passado, teve pouco tempo e mostrou pouco futebol. O segundo é um atleta experiente que já rodou por diversos times.

A classe de QB's do clube de 2020 têm bons nomes, como: Joe Burrow, Tua Tagovailoa, Justin Herbert e Jordan Love. Além de Jake Fromm e Jacob Eason. Alguns relatórios apontam que a equipe de Bill Belichik gosta de Herbert, entretanto, ele deve sair no top-10; para os Patriots chegarem lá necessitaria um esforço muito grande. Historicamente isso não é feito no time de Boston, logo, esperar o camisa 10 de Oregon cair para a escolha 23 é algo inesperado.


Na imagem, Stidham e Hoyer, atualmente os QB's dos Patriots.                      Foto: 
AP Photo/Elise Amendola/Divukgação/MassLive

Ainda há algumas necessidades, como WR e TE. Julian Edelman tem jogado sozinho após a saída de  Phillip Dorsett e aposentadoria de Benjamim Watson. A classe de recebedores é repleta de talentos e a franquia pode se reforçar bem, porém, os Tigh Ends não são bem classificados como nos últimos anos. Na defesa, a posição de LB também é necessária, visto que Kyle Van Noy foi para os Dolphins, e Jamie Collins assinou com os Lions.

Os Packers por sua vez aparentam ter menor necessidade do que os Patriots e tem apostado no ataque. A defesa de Green Bay fez grande temporada em 2019. Por mais que a unidade ‘’apagasse’’ em alguns momentos, eles tiveram  brilhantes atuações de Preston Smith e Za’Darius Smith. Porém, o ataque foi um grande problema. Por mais que a franquia tenha Aaron Rodgers, um dos maiores de todos os tempos, o QB ficou limitado a passar a bola para Davante Adams e para o RB Aaron Jones.

Jimmy Graham, TE, fez mais um ano muito abaixo do esperado. Além disso, o camisa 12 claramente sentiu a falta de um WR2 para passar a bola. Logo, selecionar um WR é a necessidade para os Packers. A classe de recebedores é muito promissora, por isso será a provável seleção na posição 30.


Outro movimento necessário é a linha ofensiva. O RT Bryan Bulaga assinou com os Chargers e deixa um grande espaço na ponta da linha. A franquia teve poucas saídas, a principal foi Blake Martinez, que assinou com o New York Giants. Mas, já foi feita a reposição com Christian Kirksey, ex- Browns. A questão é se ele se mantiver saudável ou não visto que nas últimas duas temporadas ele conviveu com bastantes lesões.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »