16/04/2020 às 21h43min - Atualizada em 16/04/2020 às 21h43min

Clubes do Brasileirão decidem ampliar as férias dos jogadores

Flamengo, Vasco e Botafogo foram contra ampliação do descanso

Naiane Feitosa - Editado por Paulo Octávio
Walter Feldman, secretário-geral da CBF, busca soluções para sequência do futebol brasileiro neste ano. Foto: Lucas Figueiredo/CBF
As férias dos jogadores de futebol das séries A e B do Campeonato Brasileiro são ampliadas por mais 10 dias. A decisão foi tomada em reunião por videoconferência pela Comissão Nacional de Clubes (CNC), nesta terça-feira (14), por questão de proteção devido a pandemia do novo coronavírus. As atividades, que voltariam dia 21 de abril, agora tem como previsão o retorno em primeiro de maio. Segundo a CNC, a decisão  não foi tomada de forma unânime. Flamengo, Vasco e Botafogo foram contrários e não optaram pela ampliação das férias. Os três clubes resolveram esperar o resultado de estudos sobre um possível retorno do Campeonato Carioca no mês de maio. Para eles, o mais importante é que o calendário do futebol nacional não seja prejudicado.

Antes da reunião foi informado no blog do PVC, do Globo Esporte, que o esperado era que todos concordassem em prolongar as férias até o dia 30 de abril e, assim, ganhar dez dias que poderiam ser usados, caso necessário, na emenda do calendário de 2020 com as primeiras semanas de 2021. No blog, o jornalista também destacou que não faz sentido interromper as férias  no dia 20 já que não é possível retornar aos treinos devido aos riscos de infecção do novo coronavírus.

Sobre a volta dos jogos, Walter Feldman
secretário-geral da CBF, disse:

“Nossa única intenção é aguardar o Ministério da Saúde. Quando o Ministério da Saúde der uma liberação, nesse dia colocaremos em prática o plano mais adequado para o retorno, na data em que puder acontecer. A única data será aquela que o Ministério da Saúde nos disser que é possível."

Em meio a todos esses acontecimentos, o projeto Jogo Seguro, realizado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Fferj) , junta os médicos dos clubes que disputam a Série A do Campeonato Carioca, tem realizado reuniões periódicas desde o dia 2 de abril para projetar cenários sobre o começo do Brasileirão. Na última segunda-feira (13) os departamentos médicos dos clubes do Rio conversaram em reunião por videoconferência sobre situação e o protocolo de saúde. Assim, quando for possível o retorno, os torneios estaduais retornam com os jogos já estabelecidos pela tabela do torneio. Após fim das disputas regionais vai começar o campeonato nacional. Não está previsto mudança no regulamento do Brasileirão nem a disputa com jogos só em São Paulo, como foi dito pelo jornalista Flávio Ricco, do UOL.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »