25/04/2020 às 08h28min - Atualizada em 25/04/2020 às 08h28min

Vasco 98: No ano do centenário, clube conquistou a América

Equipe carioca foi uma das poucas que fez uma boa temporada no aniversário de cem anos

Claudio de Salles Jr - Claudio de Salles Jr
Sites esportivos
Vasco celebra conquista da Libertadores. FOTO: Getty Images
O ano de 1998 certamente vive na memoria da maioria dos torcedores do Clube de Regatas Vasco da Gama. Além de ser o ano em que o clube completou 100 anos, o esquadrão cristalino tinha muita qualidade e era repleto de craques. Que torcedor do Gigante da Colina não se lembra de todos os heróis da conquista da América? Até os mais novos tem na ponta da língua os 11 titulares da conquista,  de Carlos Germano a Luizão. No ano dourado do clube foram disputados 73 jogos. O time teve 35 vitórias, 21 empates e 17 derrotas. Na temporada, foram várias conquistas  por todo o ano do centenário. O domínio do clube carioca no final do século passado é memorável e marcante, sobretudo o ano de 1998, em que o Bacalhau chegou à conquista do continente e coroou o ano coma disputa acirrada contra o rei de copas europeu, o Real Madrid, no Mundial de Clubes , em Tóquio, no Japão.

No ano anterior, o Vasco foi campeão brasileiro em 1997, mas perdeu Edmundo, uma das estrelas do clube, e Evair. O Animal foi para à Fiorentina, da Itália; e Evair seguiu para a Portuguesa, de São Paulo. Essa foi uma ação ousada da Federação Paulista de Futebol, que pagou parte dos vencimentos  da Lusa por uma temporada. Mesmo com essas perdas, o Centenário Vascaíno foi brilhante e conquistou o maior título de sua história, a Libertadores.


O Vasco começou mal o torneio perdeu as duas primeiras partidas da fase de grupos contra Grêmio e Guadalajara. Só conquistou um ponto no terceiro jogo no empate com América. Já no segundo turno conseguiu se recuperar com duas vitórias e um empate e conquistou a vaga. Na segunda fase bateu o Cruzeiro e nas quartas voltou a enfrentar o Grêmio. Cruzmaltino despachou o Tricolor com um empate em Porto Alegre e vitória no Rio por 1 x 0. Aí nas semis ocorreu o jogo mais especial contra o River Plate. Após a vitória por 1 a 0 na Colina, o Vasco precisava de um empate em Buenos Aires. Sorín abriu o placar aos  22 do primeiro tempo. Mas Juninho Pernambucano fez um golaço de falta -- quando faltavam oito minutos para terminar -- que entrou para história. Foi o gol Monumental, cantado pela torcida em referência ao nome do estádio Monumental de Nuñez. Empolgado, clube encarou o Barcelona (EQU) na decisão, e Luizão e Donizete fizeram a diferença. Eles fizeram os gols da vitória em São Januário. E na volta, de novo, fizeram os dois gols ainda no primeiro tempo. De Ávilla chegou a descontar, mas nada que atrapalhasse o título do Bacalhau


 O gol Monumental. Canal: Medabar. Imagens: TV Globo

No dia 01 de Dezembro foi disputada a grande final do mundial de clubes contra os blancos de Madrid. Esse talvez o maior jogo da história do clube em nível de importância. O time comandado por Antônio Lopes foi a campo com Carlos Germano, Vagner, Odvan, Mauro Galvão e Felipe, Luizinho, Nasa, Juninho Pernambuano e Ramon, Donizete e Luizão. Muita gente que viu a partida acredita que o Vasco foi valente e jogou de igual para igual com os europeus mesmo sendo derrotado pelo placar de 2x1.

Aos 24 minutos da primeira etapa, o volante  Nasa fez gol contra. Mas aos dez minutos da segunda etapa, o Vasco da Gama conseguiu o empate com o Reizinho da Colina, Juninho Pernambucano. E a equipe carioca jogava melhor que o gigante europeu na etapa final da partida e dava indícios de que poderia se sagrar campeão do planeta. Porém, no apagar das luzes, aos 38 minutos da etapa final, Raul Gonzáles driblou dois e fez o gol do título para equipe espanhola.

Apesar da derrota em Tóquio,o ano foi muito mais de sorrisos do que de lagrimas. Clube ainda foi campeão estadual por antecipação após vencer os dois turnos. Equipe também chegou à semifinal da Copa do Brasil e terminou o Brasileirão na 10ª posição. 



 Os melhores momentos da decisão da Libertadores. Canal: Felipe Nora. Imagens: TV Globo

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »