29/04/2020 às 22h34min - Atualizada em 29/04/2020 às 22h34min

Cancelamento na internet pode mais reprimir do que ensinar

Tal cultura deixa de lado valores como empatia e respeito

Lunna Rocha - Editado por Letícia Agata
https://timeline.canaltech.com.br/341243.1400/a-cultura-de-cancelamento-foi-eleita-como-termo-do-ano-em-2019.jpg
Antes utilizada para desmarcar eventos e tarefas, a palavra “cancelar” adquiriu novo significado no vocabulário brasileiro. Atitudes, falas, posicionamentos ou casos interpretados de má forma, podem resultar no cancelamento imediato do indivíduo na internet. Dessa forma, seja anônimo ou celebridade, ninguém está imune.
Na internet, em específico nas redes sociais, surgiram palanques de julgamento nos quais, se você não pensa da mesma forma que a maioria, não há lugar para você na sociedade. As consequências dessa cultura ainda são pouco debatidas, mas o certo é que se você é acostumado a opinar na internet, certamente corre o risco de ser cancelado a qualquer momento.

                                   

A internet tornou-se um tribunal de julgamentos nos últimos tempos.   Foto: Reprodução/ internet                                                                

Mas o que seria o cancelamento? Justiça com as próprias mãos ou intolerância e falta de diálogo? Segundo a psicanalista, Nayara Borges, o ato de cancelar não só representa um retrocesso de valores, como também aponta falta de maturidade: “Há, com certeza, muita infantilidade envolvida nesse processo. Essa ideia de que a sua verdade é a única que vale, leva à intolerância que, consequentemente, leva ao linchamento, quando na verdade o diálogo seria e sempre será a melhor solução.”
Também há quem diga que tudo não passa de uma forma de justiça social. A estudante de história, Melissa Ribeiro, tanto cancelou quanto foi cancelada na web e garante que isso não a prejudicou: “Tem muita gente que faz comentários racistas, homofóbicos e machistas na internet. Eu mesma já tive a infelicidade de fazer um e fui bastante criticada, mas isso me levou a um processo de reflexão, sabe? Me mostrou como eu podia mudar meu pensamento e evoluir.”

E
xclusão social é uma das consequências do cancelamento. Foto: Reprodução/ internet

Entretanto, Nayara afirma que nem todos agem da mesma forma que Melissa, visto que cada indivíduo possui um psicológico diferente: “Alguns podem enxergar como aprendizado mas outros como exclusão e aí que mora o problema. A depressão é, de fato, a doença do século e esse linchamento virtual, sem dúvidas, é um grande precursor em ascensão dela.”
Recentemente, alguns famosos como a cantora Anitta e a empresária Bianca Andrade (Boca Rosa) foram canceladas nas redes sociais. Os comentários em suas publicações contém muitas ofensas e quase zero críticas construtivas, reforçando a fala de Nayara sobre a intolerância e linchamento.


Bianca Andrade, à esquerda, e Anitta, à direita. Foto: Reprodução/ internet

De qualquer forma, é preciso que o internauta tenha extremo cuidado com o que escreve na rede, lembrando sempre de praticar o respeito e a empatia. O mundo globalizado trouxe possibilidades infinitas de interação e qualquer pessoa pode manifestar sua opinião abertamente, desde que entenda que sempre haverão opiniões divergentes e estas devem ser respeitadas, afinal, a internet não é terra de verdades absolutas.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »