04/06/2020 às 20h28min - Atualizada em 04/06/2020 às 20h28min

Vacina contra a Covid-19 será testada no Brasil

2 mil pessoas vão participar do estudo

Por Isabela Tavares - Editado por Luana Gama
O Globo / UOL
FilippoBacci/istock

Uma vacina experimental contra a Covid-19, desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, será testada em um grupo de 2 mil voluntários brasileiros. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, na terça-feira (2), o estudo no país. 

 

A previsão é que os testes comecem na segunda quinzena deste mês. Inicialmente, a vacina será testada em profissionais de saúde e trabalhadores mais suscetíveis ao contágio do novo coronavírus, como motoristas e profissionais de limpeza. Metade dos voluntários serão de São Paulo e, a outra metade, do Rio de Janeiro. Cada voluntário receberá uma dose da vacina, e serão monitorados por um período de um ano para verificar a eficácia e segurança da substância. 

 

Com apoio do Ministério da Saúde, o estudo será realizado no Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em São Paulo. Ainda não foi divulgada a instituição responsável pelos testes no Rio de Janeiro. O Brasil foi o primeiro país a conseguir autorização para testar a vacina, que terá patrocínio da Fundação Lemann para infraestrutura médica e equipamentos. 

 

Em entrevista ao Portal UOL, a Coordenadora do Crie, dra Lily Yin Weckx, disse que é "com grande entusiasmo que a gente está conduzindo esse estudo, acho que é um privilégio para o Brasil estar junto no desenvolvimento de uma vacina que poderá ser a solução ou contribuir para mudar esta trajetória, este cenário tão catastrófico".

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »