16/06/2020 às 09h45min - Atualizada em 16/06/2020 às 09h39min

Fórmula 1 anuncia o cancelamento de etapas em três países asiáticos

Grande Prêmio do Brasil não está confirmado

Matheus Aquino - Editado por Paulo Octávio
Portugal entra na rota da Fórmula 1 Foto: AFP
A Fórmula 1 anunciou mais uma atualização do seu calendário. Depois de ter publicado as datas das oito primeiras corridas da temporada 2020, a categoria informou, na madrugada desta última sexta-feira (12), o cancelamento de três etapas: Singapura, Azerbaijão e Japão. O calendário da F1 prevê início em 5 de julho com o Grande Prêmio da Áustria, que receberá também, na semana seguinte, o segundo GP. Posteriormente, o campeonato passa por Hungria (19), Inglaterra (duas provas – 2 e 9 de agosto), Espanha (16), Bélgica (30) e Itália (6 de setembro). Tais corridas correspondem à fase europeia da temporada.

A categoria pretende realizar, ao todo, entre 15 e 18 corridas. Desse modo, passando ainda pela Ásia, Américas e Oriente Médio. Ainda assim, Singapura, Azerbaijão e Japão, localizados na Ásia, não terão corridas na temporada, visto que as provas são realizadas em circuitos de rua e, segundo a categoria, os países não teriam tempo de organizá-las. Por outro lado, o Brasil ainda não está confirmado no campeonato. Chase Carey, CEO da Fórmula 1, agradeceu aos organizadores das corridas pela compreensão na nova configuração do calendário da modalidade: “Nas últimas semanas, trabalhamos incansavelmente com todos os nossos parceiros, a FIA e as equipes para criar um calendário de abertura revisado para 2020, permitindo-nos reiniciar as corridas da maneira mais segura possível’’, afirmou.

CHEFE DA MERCEDES NEGA PROTECIONISMO A FAVOR DE HAMIILTON 

Toto Wolff, chefe da Mercedes, afirmou que Lewis Hamilton e Valtteri Bottas desfrutam de chances iguais na equipe. Além disso, na entrevista ao jornal austríaco Österreich, o diretor falou da possibilidade de Sebastian Vettel pilotar o carro da escuderia na próxima temporada.


Toto Wolff e Sebastian Vettel, na imagem, podem estar juntos em 2021. Foto:ESPN

''Tanto Bottas quanto Hamilton sempre tiveram as mesmas oportunidades no início da temporada. Queremos dar aos nossos pilotos a oportunidade de serem campeões do mundo'', afirmou Toto Wolff.

Com o anúncio de sua saída da Ferrari, o piloto alemão Sebastian Vettel tem futuro indefinido na Fórmula 1. Para o seu lugar, a Ferrari assinou com Carlos Sainz. O mexicano, por sua vez, abriu espaço na McLaren que foi ocupado por Daniel Ricciardo. Dessa forma, especula-se que o alemão poderia ser o novo piloto da Renault. No entanto, perguntado sobre a possibilidade de pilotar a Mercedes em 2021, Toto Wolff não desprezou possível chance. ''Sebastian é quatro vezes campeão mundial. Ele ajudou a moldar a década passada e agora está surpreendentemente no mercado. No momento, o foco está nos nossos pilotos atuais. Sebastian não é nossa primeira prioridade, mas você nunca deve descartá-la'', completou Wolff.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »