18/06/2020 às 21h36min - Atualizada em 18/06/2020 às 21h36min

Nadador paralímpico Daniel Dias está entre os 100 maiores atletas homens do século 21

Na lista feita pelo jornal Marca, Dias é o principal atleta brasileiro fora do futebol

Naiane Feitosa - Editado por Paulo Octávio
Daniel Dias é um dos melhores atletas brasileiros. Foto: Daniel Zappe / CPB/MPIX
O nadador paralímpico Daniel Dias está na lista dos 100 maiores atletas homens do século 21. O brasileiro está na 42ª posição. A lista feita pelo Jornal espanhol Marca, um dos mais respeitados do mundo, é importante para o movimento do esporte adaptado que vai além do Brasil. O atleta de 32 anos é o único representante do paradesporto na lista.   Há mais cinco brasileiros entre os 100.  Ronaldo Fenômeno e Ronaldinho Gaúcho, dois craques do futebol. O ex-jogador de vôlei GibaFalcão, maior atleta da história do futsal.  Dias é o único do quinteto que segue em atividade. “Estou lisonjeado com esta eleição. Não era algo que eu esperava, mas ter o reconhecimento internacional é sempre de muita alegria. Agradeço por estar entre grandes nomes do esporte”, disse o nadador.

Segundo o artigo, o que credenciou Daniel ao "olimpo” foram os jogos de 2012, em Londres. Nessas Olímpiadas, Dias conquistou seis ouros nas seis provas que competiu. E ele deseja participar dos próximos jogos Paralímpicos, que foram adiados para 2021. Por isso,  o nadador voltou aos treinos no último dia 8, após mais de 70 dias longe da água devido à pandemia do novo coronavírus. “Quero chegar lá, pelo menos”, diz Daniel.

Daniel Dias decidiu ser nadador no início dos anos 2000. Na época, com 16 anos de idade, o garoto já tinha como inspiração as conquistas de  Clodoaldo Silva, um dos maiores atletas paralímpicos do Brasil em todos os tempos. Clodoaldo conta que os dois se tornaram amigos quando passaram a competir pelas mesmas medalhas. O grande ídolo de Daniel ganhou seis medalhas de ouro nos jogos paralímpicos de 2004, o mesmo evento que inspirou Dias a ir para a piscina.

Depois de decidir se dedicar a natação, Daniel precisou de apenas dois anos para se tornar Campeão Mundial.  Em 2006, conquistou três medalhas de ouro e duas de prata na África do Sul. Em 2007, no Parapan do Rio de Janeiro, Dias subiu ao pódio oito vezes para receber oito medalhas de ouro. Com apenas quatro anos de experiência na natação, Daniel já contava na lista de conquistas nove medalhas (quatro de ouro) conquistadas nos Jogos Paralímpicos de Pequim, em 2008. Depois de competir em Londres-2012 e na Rio-2016, o brasileiro se tornou o maior nadador paralímpico de todos os tempos com 24 medalhas, mais que a metade, 14, eram de ouro.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »