24/06/2020 às 18h21min - Atualizada em 24/06/2020 às 18h08min

STJD adia partidas do campeonato carioca para domingo

Mesmo contra a volta, Botafogo e Fluminense jogarão no final de semana

Gabrielly de Souza - Editado por Paulo Octávio
Hospital de campanha ao lado do Maracanã. Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo
Enquanto o Rio de Janeiro segue sendo um dos estados mais afetados pelo coronavírus, na tarde desta terça-feira (23) o imbróglio sobre o futuro do campeonato carioca ganhou novos capítulos. Após falha nas tentativas de acordo entre Botafogo, Fluminense e a Ferj, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), julgou parcialmente como procedente o pedido da dupla, e adiou os jogos da 4ª rodada da Taça Rio para domingo (28).
A princípio Bota e Flu queriam o adiamento das partidas de 22 e 25 de junho para os dias 1 e 4 de julho e, além disso, exigiam que a Ferj não aplicasse nenhuma penalidade aos clubes por se recusarem a participar dos jogos nas datas em questão. A dupla teve os pedidos indeferidos pelo Marcelo Jucá, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Rio de Janeiro (TJD-RJ).

A Ferj havia marcado as partidas de ambos para segunda-feira (22 de junho), entretanto, no sábado (20), Marcelo Crivella, prefeito da cidade do Rio de Janeiro assinou decreto que proibia as atividades esportivas na cidade até o dia 25 de junho – posteriormente sua assessoria publicou que a medida valeria somente para Botafogo e Fluminense. Todavia, mesmo assim o decreto ainda permitia que a Ferj marcasse os jogos da dupla no mês de junho, o que ia contra a vontade dos clubes.

Antes da decisão do presidente do STJD, a Ferj havia publicado a tabela que marcava os jogos do Bota para o dia 27 de junho e do Flu para o dia 28. Após a publicação, a tabela foi novamente atualizada. Os 2 jogos da 4ª rodada já ocorreram: o Flamengo venceu o Bangu por 3 a 0 no Maracanã, e a Portuguesa ficou no 0 a 0 com o Boa Vista no Estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador.

Veja como ficou a tabela do campeonato carioca:
4ª rodada
28/06 às 11h - Botafogo x Cabofriense - Nilton Santos
28/06 às 15h15 - Madureira x Resende - Conselheiro Galvão
28/06 às 16h - Vasco x Macaé - São Januário
28/06 às 19h - Fluminense x Volta Redonda - Maracanã
5 ª rodada
01/06 - Flamengo x Boa Vista - Maracanã*
01/06 - Portuguesa x Botafogo - Luso Brasileiro*
01/06 - Bangu x Cabofriense - Moça Bonita*
01/06 - Vasco da Gama x Madureira - São Januário*
01/06 - Macaé Esporte x Fluminense - Elcyr Resende*
01/06 - Volta Redonda – A definir*
*Os jogos da 5ª rodada ainda não possuem horário definido.

Em tom de protesto e indignação, o Botafogo em nota oficial afirmou que não recorrerá à decisão do STJD, entretanto que quando “voltar a disputar uma partida, certamente será sob protesto e luto por aqueles que nos deixaram nesse momento difícil”, prosseguiu alegando estar convicto de suas posições e “orgulhoso por estar no lado certo da história”.
“É constrangedor ser obrigado a competir no único país que planeja jogos de futebol convivendo com registros, em média, superiores a 1.000 mortes e 30.000 contaminações por dia. O único no mundo a iniciar partidas com essa marca de óbitos e casos. A pressa é sem explicação: não há outras competições, nacionais ou internacionais, agendadas. Não há calendário futuro. Jogar com essas marcas é falta de respeito aos mortos e seus familiares. É sob um recorde fúnebre. Para não enlamear mais o campeonato em que as pessoas perderam o bom senso, o Botafogo está fazendo sacrifícios para encerrar esse triste momento”, afirmou em nota.
O Fluminense também posicionou-se em nota oficial, chamou a volta de “falta de sensibilidade” e ressaltou que “é preciso deixar claro que o retorno do futebol neste momento é um erro”, Encerrou a nota com pedido para não jogar no Maracanã – estádio que fica ao lado do hospital de campanha onde as vítimas do coronavírus estão sendo tratadas.

“O Fluminense requisitará à FERJ que as partidas sejam realizadas no Estádio Nilton Santos, para que não joguemos ao lado do hospital de campanha no momento em que a taxa de óbitos segue alta no Rio de Janeiro".


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »