25/06/2020 às 15h44min - Atualizada em 25/06/2020 às 15h37min

Comparação do consumo de animes nos anos 90 com dias de hoje

Gilcimar Santos - Editado por Bárbara Miranda
Hoje em dia é muito simples acompanhar animes, séries, pela facilidade da internet e serviços de streaming, mas nos anos 80 e 90 era muito diferente, dependíamos exclusivamente das emissoras de televisão, ou recorrer as fitas gravadas de VHS, o primeiro sucesso veio da extinta rede Manchete, com Os Cavaleiros do Zodíaco, Super Campeões, Shurato entre outros.
 
Porém, não tínhamos as novidades diretas do Japão, os animes e mangás do momento. As informações sobre o que estava rolando era quase zero, nosso conforto eram as revistas especializadas no assunto, como a Animax, ou a Herói, que mesmo com a qualidade questionável, eram nossas únicas fontes de informações.
 
Para conseguir novidades, os jovens tinham que recorrer a boa e velha pirataria, mas não com a facilidade de hoje em dia, e sim por meios de fitas VHS, com o áudio original japonês e a legenda feita por fãs, o chamado fansubber, que eram legendados e vendido via correios. A vida otaku dos anos 90 não era fácil.
 
Mas, a dificuldade vinha diminuindo, em maio de 1999 a TV Manchete encerrou suas atividades no final dos anos 90, mas os fãs não ficaram órfãos, a Rede Record, SBT e até a Rede Globo, foi rendida pelo sucesso dos animes, e com a chegada dos anos 2000, chegou também a facilidade ao acesso das TVs por assinatura, e com isso, vários canais infantojuvenis começaram a disponibilizar os animes nos seus cardápios televisivos, chegou até a existir um canal exclusivo de animes, Locomotion.
 
A locomotion trouxe, em seu teórico curto tempo de vida, 1996 até 2005, tudo que os otakus brasileiros mais almejavam, animes com áudio original, dublados, filmes, OVAS ( Original Video Animation) além de séries animadas ligadas ao público adulto, como South Park e O Critico.

Por fim, chegamos a era tecnológica, onde o acesso à informação é mais descomplicada, temos todas as informações, literalmente, nas palmas das mãos, tornando fácil o acesso aos lançamentos simultâneos no Japão e no resto do mundo, tornando o consumo expresso e imediato.

REFERÊNCIAS

OGLOBO.COM. Há 18 anos, Rede Manchete saía do ar. O GLOBO . DISPONÍVEL EM <https://oglobo.globo.com/cultura/revista-da-tv/ha-18-anos-rede-manchete-saia-do-ar-21318640  >AcessO em 24/06/2020.
 
REIS, B. Recordando Locomotion. Otakupt. Disponível em https://www.otakupt.com/jogos/recordando-locomotion/>Acesso em 24/06/2020.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »