26/06/2020 às 11h35min - Atualizada em 26/06/2020 às 11h28min

Confira as principais novidades da Apple para 2020

Thiago Oliveira - Editado por Manoel Paulo
Tecmundo
Apple
A WorldWide Developers Conference 2020 ou WWDC é o evento anual da Apple para desenvolvedores. Este ano, por conta da pandemia da Covid-19, a conferencia foi online, realizada na última segunda-feira,22.

O grande marco do evento foi o lançamento do iOS 14, que chegou causando polemica. A empresa americana apresentou ainda outras novidades sobre o Safari, novidades sobre privacidade e segurança além de outras features que comporão o sistema da maçã.

iOS 14

Poucos minutos após ser anunciado, o novo sistema teve de encarar inúmeras comparações com o rival Android. A tela inicial sofreu diversas modificações principalmente no que diz respeito a organização dos aplicativos e janelas.

O suporte aos Widgets reforça ainda mais as semelhanças com o sistema do bonequinho verde, ainda que a Apple tenha feito a sua maneira. O App Library é a nova função que vai organizar automaticamente os aplicativos em blocos, descarregando as páginas do sistema.



A nova versão do sistema deve contemplar os Iphones SE de 1ª e 2ª geração, além de todos os Iphones 6s e 6s Plus, a linha 7, 8, X e 11.

iPadOS 14

O sistema exclusivo dos tablets ganhou novas ferramentas com a atualização. Mudanças de design em aplicativos nativos como músicas, calendário e fotos. As novidades da assistente Siri também desembarcam por aqui.

Siri

Por falar na assistente, ela agora é capaz de fazer tradução offline em diversos idiomas além de suportar o envio de mensagens de texto e áudio.



MACs com ARM

Confirmando rumores, a Apple se afasta dos processadores Intel e parte para o desenvolvimento de seus próprios chips. O projeto denominado Apple Silicon deve utilizar uma tecnologia similar a dos Iphones e Ipads. Com isso, espera-se um menor gasto energético e maior poder de processamento.

Com a mudança de processamento, os apps que rodam nos Ipads e Iphones poderão funcionar nos Macs. Os primeiros computadores que utilizaram a tecnologia devem chegar ao mercado ainda em 2020, mas o processo de transição dos chips Intel para ARM deve levar dois anos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »