30/06/2020 às 16h42min - Atualizada em 30/06/2020 às 16h42min

Skate: modalidade é uma das esperanças de medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos

Mesmo sendo uma modalidade estreante, o skate brasileiro espera fazer história em Tóquio

Dara Oliveira - Editado por Paulo Octávio
Créditos/Legenda: Seleção Brasileira de Skate que disputa corrida olímpica para Tóquio 2021. Foto: Divulgação/ CBSK
Desde 2016 quando o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou a inserção do skate nas Olimpíadas, a modalidade começou a atrair novos olhares. Para o Brasil, que conta com skatistas de primeiro escalão, a entrada da prática representou uma oportunidade de ampliação das chances de pódios. Pois, atualmente os atletas brasileiros não somente participam das principais competições do mundo como sempre trazem resultados positivos para o país. 
 
São atletas renomados que se destacam nas quatro rodinhas como Pedro Barros, o primeiro skatista campeão mundial reconhecido pelo COI em 2018. Mas, além de Pedro, outros atletas como Pamela Rosa e Letícia Bufoni têm se destacado no cenário internacional nos últimos anos e, portanto, são candidatos aos pódios olímpicos. 
 
A primeira participação do skate no maior evento esportivo do mundo será disputada por 80 atletas, divididos nas modalidades Street (20 masculino e 20 feminino) e Park (20 masculino e 20 feminino).
 
Seleção Brasileira
 
Mesmo com o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Confederação Brasileira de Skate (CBSK) declarou  que vai manter o grupo de atletas nacionais que disputarão as próximas fases classificatórias para 2021. Dessa forma, a entidade anunciou o retorno de Lucas Rabelo ao grupo. O skatista garantiu mais uma janela classificatória após o terceiro lugar no Oi STU Open, em novembro de 2019. Sendo assim, a partir de agora a seleção passa a contar com 22 atletas na corrida olímpica. Todavia, o país poderá levar 12 skatistas para Tóquio. 
 
Confira quais são os 22 atletas que compõem a Seleção Brasileira de Skate:
 
Park feminino: Dora Varella, Isadora Pacheco, Yndiara Asp, Victoria Bassi e Letícia Gonçalves;
 
Park masculino: Luizinho Francisco, Pedro Quintas, Mateus Hiroshi, Murilo Peres e Héricles Fagundes;
 
Street feminino: Pamela Rosa, Rayssa Leal, Letícia Bufoni, Gabriela Mazetto, Virginia Fortes Aguas e Isabelly Ávila;
 
Street masculino: Kelvin Hoefler, Giovanni Vianna, Carlos Ribeiro, Felipe Gustavo e Lucas Rabelo.
 
Classificatórias pós-covid 19
 
Assim como a maioria das competições esportivas ao redor do mundo, as competições classificatórias organizadas pela World Skate (entidade máxima do skate mundial) foram suspensas por tempo indeterminado. E mesmo nesse momento de retorno de muitas modalidades esportivas, a entidade ainda não sinalizou para uma possível volta do calendário do skate. Contudo, por meio de comunicado, declarou que novas disputas serão anunciadas com 60 dias de antecedência da realização do primeiro evento pós-covid-19.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »