01/08/2020 às 09h38min - Atualizada em 01/08/2020 às 11h20min

Simplicidade e praticidade fazem parte da técnica do armário cápsula

Confira como montar esse armário de forma inteligente para usar todas as peças

Laís Rodrigues - Editado por Larissa Barros
Reprodução / Pinterest

Identificar o que é essencial no guarda-roupa é um dos primeiros passos para construir um armário cápsula. Além de está relacionado a quantidade de peças necessárias para o dia a dia, esse termo está ligado à identificação das pessoas com tudo que está dentro dele. Essa técnica colabora com a praticidade e a moda minimalista. 

 

A estilista Susie Faux é a pela criação desse conceito, que surgiu na década de 70. A ideia inicial era de um armário com itens essenciais para cada pessoa e depois de alguns anos. Anos mais tarde, a estilista americana Dona Karran deu mais visibilidade à técnica após fazer uma pequena coleção para um desfile. Desde então, diversos projetos foram criados e o termo passou a ser mais comum.

 

O armário cápsula pode ser dividido por estação, que consiste em escolher cerca de 20 peças para usar durante um período de três meses para uma estação, ou para 100 dias juntando duas estações - primavera e verão, outono e inverno -. 

 

Caso o armário seja projetado para um ano a quantidade aumenta para 50 peças. Entre elas estão roupas que combinem em todos os climas e que tenham um bom material para durar durante esse período. Ao fazer isso, você se desafia a entender quais peças realmente precisa e valem a pena guardar, não só questão de preço, mas também, a vida útil que dá a elas.

  

Como montar

De início, o exercício mais fácil é pensar nas roupas que você mais usou nos últimos meses. Podemos levar em conta o isolamento social que não foi possível usar todas as roupas que gostaríamos, se descobriu amor por uma peça específica ou estilo de roupa. 

 

É essencial você saber o seu estilo de vida, se trabalha fora, têm costume de sair para  festas e eventos e com isso pensar em quais são as peças você ama? Calça jeans, alfaiataria, colorido, estampas? Imaginar uma situação de ter que se arrumar rápido e qual seria o look certeiro, aquele para tudo?! 

 

Outro exercício que pode ajudar é pensar saber qual a sua personalidade, em como quer ser visto e como se vê. Para isso, usar meios como Pinterest e a função “ salvos” do Instagram para salvar inspirações, pessoas que te inspiram podem te ajudar a achar as peças chaves. 

 

  


 

Relação com Moda consciente

 

A moda consciente consiste em dar vida longas as roupas, ter funcionalidade e praticidade na hora de se vestir. Não é vantajoso ter um armário cheio de roupas e não usar, ou não saber quais peças existem ali dentro. Investir em poucas roupas de boa qualidade é mais vantajoso, pois você terá a certeza que usará todos os itens. 

 

Além disso, são peças de qualidades que vão durar muitos anos.  Quando falamos em moda consciente, está no meio o assunto sobre fast fashion, péssimas condições de trabalho, exploração. Além de priorizar marcas sustentáveis, com meios de trabalhos dignos, tecidos de qualidade e estar disposto a pagar um mais que o normal que isso. 

 

A sustentabilidade na moda e o consumo inteligente caminham juntos. Pensar antes da compra e avaliar se aquela peça é realmente necessária é um passo importante para ter um armário sem excessos e com roupas que serão usadas.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »