28/07/2020 às 14h18min - Atualizada em 28/07/2020 às 14h15min

Morre, aos 45 anos, o jornalista Rodrigo Rodrigues

Após ser diagnosticado com coronavírus, Rodrigo tem complicações e acaba falecendo

Bianca Costa - labdicasjornalismo.com
Rodrigo Rodrigues apresentou o “Troca de Passes” pela última vez em 9 de julho – Foto: Divulgação – Globo

Nessa terça-feira o mundo do esporte e também da música está de luto, morre aos 45 anos o apresentador do SportvRodrigo Rodrigues. Diagnosticado com Covid-19 o jornalista estava afastado há 15 dias da televisão.  

Em nota oficial, o hospital Unimed Rio confirmou a morte do apresentador. “O Hospital Unimed-Rio informa, com pesar, que, após a realização de protocolo de avaliação na manhã desta terça-feira, foi atestada morte encefálica no paciente Rodrigo de Oliveira Rodrigues. Toda a equipe do Hospital se solidariza com familiares, amigos e admiradores do trabalho de Rodrigo Rodrigues”, disse Paulo Henrique Ribeiro Bloise, diretor médico.

No último sábado (25), o apresentador deu entrada na emergência do Hospital Unimed, no estado do Rio de Janeiro e teve o diagnóstico de Trombose Venosa Cerebral confirmada. Alguns especialistas apontam possível relação entre Coronavírus e o aumento na coagulação do sangue.  

O Jornalista chegou a passar por uma cirurgia para a diminuição da pressão intracraniana na noite do domingo e estava em estado grave e como induzido.  

“O Hospital Unimed-Rio informa que o paciente Rodrigo de Oliveira Rodrigues deu entrada em nossa emergência na noite do último sábado, 25/07/2020, apresentando como sintomas cefaleia, vômitos e desorientação, além de possuir diagnóstico prévio de Covid-19. Após a confirmação de trombose venosa cerebral, foi realizado, neste domingo, 26/07/2020, um procedimento para diminuição da pressão intracraniana. Neste momento, encontra-se sedado e internado na unidade de terapia intensiva”, diz boletim divulgado pelo hospital e assinado pelo diretor médico Paulo Henrique Ribeiro Bloise.  

A trombose venosa cerebral (TVC), é um problema de circulação que acontece nas veias do cérebro. Ela é causada pela formação de uma espécie de bloco de sangue com consistência mais solida, ou seja, menos fluida, chamado de coágulo. A formação do coágulo pode ser identificada por uma forte dor de cabeça que surge de uma hora pra outra.

UM POUCO DA HISTÓRIA DO JORNALISTA RODRIGO RODRIGUES 

Carioca e com uma carreira bem conhecida, o apresentado já passou por várias emissoras de televisão. No SporTV, ele comandou programas como "Troca de passes", "Redação SporTV", "SporTV News", "Tá na Área" e "Seleção SporTV", além de ancorar o "Globo Esporte" em esquema de plantão aos sábados na TV aberta. Na ESPN Brasil, ele foi o primeiro apresentador do "Resenha ESPN". 

O jornalista também era apaixonado pela música e pela área da cultura, sendo assim comando diversos programas nesse segmento como "Vitrine", da TV Cultura, "5 Discos", da Gazeta, e "Cor de Rosa", do SBT.  Também lançou livros: "As Aventuras da Blitz", sobre a trajetória do grupo musical comandado por Evandro Mesquita, e "London London", um guia para conhecer Londres de metrô. 

Rodrigo era guitarrista de uma banda chamada "The Soundtrackers", que toca apenas trilhas sonoras do cinema e chegou a se apresentar no programa Domingão do Faustão no quadro “Ding Dong”. 

Rodrigo Rodrigues já deixa saudade no mundo do esporte e também da música, clubes, jornalistas, colegas de trabalhos e admiradores do apresentador prestam homenagens na internet.  

“Rodrigo Rodrigues estava sempre sorridente. Sempre. Não é força de expressão. Ele certamente está sorrindo agora, mesmo num dia brutalmente triste como este. Vai em paz, RR. Até um dia,” postou, em seu twitter, o jornalista André Kfouri. 



 Rodrigo Rodrigues em ação no programa Vitrine da TV Cultura, em 2002. Canal: Rodrigo Rodrigues

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »