Lab Dicas Jornalismo Publicidade 728x90
30/07/2020 às 19h19min - Atualizada em 30/07/2020 às 19h17min

Período de isolamento social contribui para a diminuição de crimes contra o patrimônio,roubos e furtos

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no mês de abril o município de São Paulo teve uma queda de 53,4% nos furtos.

Yvine Lorena Macedo Rodrigues - Editor: Ronerson Pinheiro
Foto/Reprodução: Minutos Seguros
Desde o início da pandemia umas das medidas adotadas para conter o avanço do coronavírus foi e tem sido o isolamento social, até o chamado “lockdown” que consiste no fechamento total do comércio para tentar diminuir a circulação de consumidores nas ruas.

Com o fluxo baixo de clientes por ruas e avenidas, o número de crimes contra o patrimônio também caiu. Nélio Silva, afirma que a redução foi notória. “Os crimes que são rotineiramente cometidos em via públicas caíram e com as intensas fiscalizações, dificultou ainda mais que casos acontecessem, principalmente no período de lockdown, e com a reabertura do comércio já é possível notar um aumento progressivo desses delitos”, conta.

Um levantamento feito em 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) acerca dos municípios mais populosos, está São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no mês de abril o município de São Paulo teve uma queda de 53,4% nos furtos e 30,4% nos roubos, enquanto no Rio de Janeiro os roubos de rua tiveram uma redução de 40% e 35% no de veículos.

O Grupo Tracker realizou uma análise de dados e concluiu que entre 15 de março e 10 de maio de 2020, houve um aumento de 18% nos furtos, com queda nas abordagens a mão armada, na comparação com o mesmo período do ano passado.


 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »