06/08/2020 às 09h44min - Atualizada em 06/08/2020 às 09h12min

5 Hqs escritas e produzidas por mulheres brasileiras

Gilcimar Santos - Editado por Bárbara Miranda
Durante muito tempo, as histórias em quadrinhos eram um território masculino, feito de homem para homem, mas hoje em dia o interesse das mulheres pela 9° arte cresceu muito, de acordo com o site Comic Policy  que analisa os dados sobre fãs de quadrinhos, a base das mulheres que leem hqs superou o número de homens pelo quinto mês consecutivo nos EUA. No brasil, foi confirmado pelo blog Papo de quadrinhos  que 31% do consumo de quadrinhos, é feito por leitoras.

Não restam dúvidas, que o mundo geek também pertence às mulheres, com isso, vamos indicar 5 histórias em quadrinhos escritas e produzidas por mulheres brasileiras.

Vidas imperfeitas

Sinopse:

Juno Omura não é uma garota como outra qualquer. Todos a conhecem por ser violenta, impaciente e impulsiva, o que afasta as pessoas dela. Entretanto, existe muito mais dentro dela do que se pode imaginar, cabendo apenas a Daniel descobrir os motivos de sua atitude e seu tenebroso passado.

Vidas imperfeitas, o primeiro quadrinho da talentosíssima Mary Cagnin, conta com uma protagonista feminina, que se difere de todos os estereótipos encontrados nas Hqs. Lançado em forma de fanzine primeiramente em 2008, em sua página do DevianArt.

Em 2018, ao completar 10 anos, foi lançado uma edição comemorativa com todas as edições do arco principal e algumas histórias inéditas, Mary disponibilizou em seu site esta edição para venda ou leitura online https://marycagnin.com/publicacoes/.

 

Tina: Respeito

 

Sinopse:

Jornalista recém-formada, Tina finalmente realiza o sonho de trabalhar em uma redação. Ela só não esperava que seu maior desafio fosse ser pessoal, e não profissional. Em RespeitoFefê Torquato usa a clássica personagem de Mauricio de Sousa para expor um problema que mulheres enfrentam dia a dia, e precisa acabar: o assédio.

 

A personagem Tina é bastante conhecida do público infantil, que acompanhava as histórias da turma da Mônica, mas a Fefê Torquato fez um trabalho espetacular, ao criar a história RESPEITO, que trata de um assunto delicado e importante, o assédio, mostrando a dificuldade de lidar com o assunto, expondo o medo da mulher de andar na rua, morar sozinha, e aprendendo que ela nunca está só.
 

Acrobata

Sinopse:

Acrobata conta a história de autoconhecimento de uma garota que, sem perceber, vai parar num circo.

Com roteiro e arte por Arine Rauber e cores pela Cris Peter, Acrobata é uma história peculiar, quadrinhos sem falas, que narra a uma garota entediada, que é levada para o mundo dos sonhos, onde ela acaba conhecendo vários artistas circenses, e aprende que sempre que ela cair, vai ter alguém pra ajudar a levantar, como os acrobatas. O quadrinho é recheado de emoção e empatia, no qual conhecemos o sonho e um pouquinho da realidade da protagonista

Lacrimosa

Sinopse:
Lacrimosa conta a história de uma pequena lágrima que ganha vida. Ela parte em uma jornada em busca de um alívio para todos os sentimentos pesados que carrega, acreditando que assim, a pessoa que estava chorando vai parar de chorar.
Lacrimosa é a emoção em forma de quadrinhos, Catharina Baltar não economizou sensibilidade ao criar essa HQ, que conta a história de uma lágrima, que ganha vida, e inicia uma peregrinação à procura de alívio para os sentimentos que ela carrega, acreditando que só assim, a pessoa que estava chorando vai parar de chorar. É um quadrinho muito sensível, com cores e traços pra deixar ainda mais as emoções a flor da pele.

É uma narrativa que transborda metáforas sobre como nós lidamos com o sentimento de culpa, vulnerabilidade, e como achamos que somos responsáveis por emoções alheias.

 

Alho Poró 

Sinopse:

 A história gira em torno de três amigas que estão procurando por alho-poró para fazerem um quiche de alho-poró. Este, contudo, não é o foco principal da trama, sendo apenas o fio condutor que leva o leitor a acompanhar as conversas e o final inesperado.

A Hq começa com um trecho da música Cell Block Tango, do musical Chicago. E ler essa citação é essencial para se chegar ao fundo do que é esse quadrinho.

Alho poró conta a história de três mulheres que estão em busca de ingredientes para fazer uma receita de quiche, e nessa busca, acompanhamos a dificuldade das protagonistas em encontrar o Alho poró, que é imprescindível para a receita. Não parece grande coisa, mas a surpresa vem quando descobrimos para quem o prato está sendo feito, e a partir daqui a história cresce e choca os leitores, deixando nossa cabeça inquieta e com diversas interrogações.

 

REFERÊNCIA

CONTAIFER J. Mulheres se destacam como leitoras, autoras e desenhistas de quadrinhos. Correio Braziliense. Disponível em :<https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/revista/2016/08/28/interna_revista_correio,546063/mulheres-se-destacam-como-leitoras-autoras-e-desenhistas-de-quadrinho.shtml>. Acesso em 04.08.2020.

BRETT. DEMO-GRAPHICS: COMIC FANDOM ON FACEBOOK – US EDITION . Graphic Policy. Disponível em :<https://graphicpolicy.com/2018/03/01/demo-graphics-comic-fandom-facebook-us-edition-9-2/> .Acesso em 04.08.2020.
 
R. JÉSSICA 3T INDICA | “GIBI DE MULHERZINHA”? 5 HQS FEITAS POR MULHERES PARA VOCÊ SE SURPREENDER. Tribernna.  Disponível em :<https://www.tribernna.com/2020/03/22/3t-indica-gibi-de-mulherzinha-5-hqs-feitas-por-mulheres-para-voce-se-surpreender/> .acesso em 04.08.2020.
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »