01/05/2019 às 22h35min - Atualizada em 01/05/2019 às 22h35min

Um passeio pelas belezas naturais da quinta maior cidade brasileira

Ana Carolina Pereira - Diego Araujo
Praia de Mucuripe em Fortaleza. Foto: Fagna Santos | Arquivo pessoal
A capital do Ceará é uma ótima pedida para desfrutar de cenários paradisíacos, com direito até ao mar com água quente debaixo dos seus 27ºC, temperatura frequente na cidade durante todo o ano. Fortaleza está no ranking dos locais do Nordeste mais baratos para viajar, segundo o site do Viaja Net, e consequentemente, se tornou um destino muito procurado pelos turistas brasileiros e estrangeiros. Porém, o atrativo não se resume apenas na economia, a cultura, a receptividade e o bom humor cearense estão inclusos na bagagem.

Em Fortaleza você encontra diversão acompanhada de fascínio em seus cartões postais. A quinta maior cidade do Nordeste, além de ser conhecida por suas deslumbrantes praias como Meireles, Mucuripe, Iracema e Praia do Futuro, também é chamada Terra do humor, pois, é berço dos grandes nomes Renato Aragão, Chico Anysio e Tom Cavalcante que dispensam apresentações.

Praia do Futuro. Imagem retirada do site Praias de Fortaleza

Mesmo que o tempo seja curto, é possível desfrutar da cidade e apreciar suas belezas. A estudante de Engenharia Civil, baiana, Geisa Santos, 25, ficou quatro dias em Fortaleza e teve a oportunidade de visitar os principais pontos turísticos. “Fiz um tour pelas principais praias de Fortaleza, Avenida Beira Mar toda com visita a feirinha local, também estive em Cumbuco que fica a 25 Km de Fortaleza, depois conheci Canoa quebrada.”, conta.

Um ponto que chama  atenção são as famosas barracas da Praia do Futuro, que possuem uma estrutura diferenciada para o público com bar, restaurantes, lojinhas, acesso a piscina e ao mar, dentre outros atrativos. “O Crocobeach (uma das barracas mais conhecidas), por exemplo, é um dos melhores lugares para ficar, onde você encontra beleza, comodidade e segurança lhe possibilitando o acesso à praia do futuro, dentre outras estruturas montadas nessa praia.”, afirma Geisa que conferiu de perto essas belezas. A Jornalista baiana, Fagna Santos, 40, também passou por lá e ficou encantada com cada detalhe, “aquilo é riqueza demais”, expressa.


Crocobeah, Praia do Futuro. Foto: Geisa Santos / Arquivo pessoal

Os gastos da viagem vão variar conforme as suas escolhas. Por exemplo, se as dunas das praias de Cumbuco e Canoa Quebrada estiverem em seu roteiro, você precisa incluir o custo do aluguel do buggy para o passeio. “Em Cumbuco gastei R$ 75 e em Canoa Quebrada R$ 60 com o aluguel dos buggys. Há possibilidades de ir a Fortaleza economizando, o caso é quando você se desloca gera um custo, claro! Mas, nada que se organizando não consiga.”, fala Geisa.

Para quem não abre mão de explorar cada canto e voltar para casa com algumas sacolas a mais, o Mercado Central de Fortaleza não pode faltar no seu roteiro. Imagine um lugar com 559 boxes com uma variedade de produtos e serviços que saltam aos olhos! É capaz de passar um dia inteiro no Mercado e ainda sair de lá com a sensação de que não viu tudo.


Corredor do Mercado Central de Fortaleza. Foto retirada do site oficial do Mercado

A culinária é típica do nordeste, o baião de Dois, a macaxeira (conhecido como aipim em alguns estados) e a carne do Sol são destaques no cardápio cearense. A cidade é vasta em cultura, gastronomia e comércio proporcionando ao turista a curiosidade de conhecer seus quatro cantos.

Você tem a opção de ir a Fortaleza com uma agência de viagens, como foi o caso de Geisa, ou por conta própria, como a Fagna, que requer um planejamento prévio, mas, dá para curtir da mesma forma. Fagna sempre monta seus roteiros e encara o desafio. “Estudo a história da cidade, monto meu roteirinho (pra variar na net só achamos o roteiro caro) e vou assim mesmo porque sei que ao lado tem o barato.”, diz a aventureira nata.


Fagna contempla a vista da Praia de Mucuripe em sua segunda visita a Fortaleza. Foto Arquivo pessoal

A cidade é apaixonante! Geisa conta que se sentiu em casa e destaca a receptividade dos cearenses como um ponto positivo e encantador. Fagna se apaixonou a primeira vista, repetindo a viagem por três vezes e a cada visita vai com a sede de novas aventuras, ela conta que é uma oportunidade de visitar os lugares que já conhece e aproveitar a cidade como se fosse um conterrâneo.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »