02/05/2019 às 10h53min - Atualizada em 02/05/2019 às 10h53min

Vacina contra a dengue ainda é pouco conhecida

Disponível em clínicas particulares no Brasil, desde 2016, a vacina contra a dengue tem suas restrições.

- Thalia Oliveira
Foto ilustrativa
De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgado no dia 29 de abril, já foram registrados 165.853 casos prováveis (notificados + confirmados) de dengue, e 21 óbitos. Mas o que poucos sabem, é que existe uma vacina contra a dengue, disponível desde 2016 em clínicas particulares e farmácias no Brasil.

A vacina contra a dengue é o único imunizante disponível no mundo que combate a doença, e é patendiada pela farmacêutica Sanofi. Muitos desconhecem a existência da referida vacina, como é o caso do Valdemir Vicente, 41 anos, que foi infectado pelo vírus em 2017, “nunca tinha ouvido falar dessa vacina contra a dengue”.

A enfermeira, Lucélia Soares destaca que nem todos podem fazer o uso do imunizante. “A vacina contra a dengue é indicada dos 9 aos 45 anos de idade para indivíduos que já tiveram dengue”.

Isso se deve a uma mudança na bula do vacina, após uma pesquisa sugerir que o imunizante causava problemas a pessoas que nunca tiveram a doença. Diante disso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), optou pela restrição do uso.

Lucélia Soares ainda explica que só uma dose da vacina não adianta. “O esquema vacinal é de 3 doses de 0,5mL cada, em intervalos de 6 meses. A primeira injeção ocorrerá na data escolhida ou agendada, a segunda injeção ocorrerá 6 meses após a primeira injeção, e a terceira injeção ocorrerá 6 meses após a segunda injeção”.

E complementa “a vacina contém os sorotipos 1, 2, 3 e 4 do vírus da dengue que foram enfraquecidos. Ela age estimulando as defesas naturais do corpo (sistema imunológico), que produz sua própria proteção (anticorpos) contra os vírus que causam a dengue” diz a farmacêutica.

Então, fica a dica, quem já teve dengue, pode procurar uma farmácia ou laboratório que possui a vacina e saber se você se encaixa no quadro de restrições.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »