08/10/2020 às 15h35min - Atualizada em 08/10/2020 às 15h27min

Ramon Menezes não é mais técnico do Vasco

Treinador não resistiu à má fase e foi demitido

Elison Lima - labdicasjornalismo.com
Ramon deixa o comando do Vasco após 16 jogos (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF)
O técnico Ramon Menezes não resistiu à sequência negativa no comando do Vasco e foi demitido no início da tarde desta quinta-feira (08). O estopim foi a atuação apática na derrota para o Bahia por 3 a 0, em jogo válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ramon deixa o Vasco após pouco mais de seis meses de trabalho, em substituição a Abel Braga, com 16 jogos disputados. Foram oito vitórias, três empates e cinco derrotas. Ele deixa o clube na 10ª posição do Campeonato Brasileiro. Juntamente com Ramon, o auxiliar técnico Thiago Kosloski também foi desligado. O Vasco informou a saída através de uma nota em seu site oficial:

“O Club de Regatas Vasco da Gama comunica que Ramon Menezes não é mais o treinador da equipe profissional. O Clube agradece os serviços prestados pelo profissional e, em breve, anunciará o seu substituto.”

A saída de Ramon significa a 44ª troca no comando do clube no século XXI, o maior número entre todos os 20 clubes da Série A. A demissão repercutiu imediatamente em São Januário, pegando os jogadores de surpresa, alguns inclusive ficando revoltados, segundo apurou o site ge.

Ramon assumiu como técnico durante a pandemia do novo coronavírus e teve um bom início na retomada do Campeonato Carioca, no qual venceu os jogos que disputou, mas que não foram suficientes para levar o Vasco às fases finais do torneio. Já no Brasileiro, o início também foi promissor, com três vitórias nas três primeiras rodadas, fazendo com que o clube assumisse a liderança do campeonato, mesmo com um elenco considerado por muitos como limitado. A torcida abraçou a ideia e adotou o “Ramonismo”, estilo de jogar do técnico que se mostrava eficiente. Porém, as fracas exibições diante do Botafogo, em confronto válido pela quarta fase da Copa do Brasil, e a consequente eliminação abalaram as estruturas na Colina, pondo o trabalho de Ramon em xeque. As más atuações somadas aos seis jogos sem vitórias (entre Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro) minaram de vez o trabalho. O clube despencou do G4 para o 10º lugar na tabela de classificação. As duas últimas derrotas, que foram de forma acachapante e incontestável, decretaram o fim da curta passagem de Ramon Menezes no Vasco.

PROCURA POR NOVO TÉCNICO

A procura de um novo treinador já começou e, a princípio, o clube ainda não definiu quem comandará o time no clássico contra o Flamengo, no próximo sábado. Nomes já estão sendo especulados entre os torcedores nas redes sociais, como os de Tiago Nunes (recém-saído do Corinthians) e Roger Machado. A decisão de escolha de um novo treinador passa pela constante crise financeira que o Vasco atravessa. A questão de ser um ano de eleições também pesa consideravelmente tanto nas negociações quanto na vontade de algum técnico disponível aceitar o desafio. Encontrará um ambiente costumeiramente tumultuado, com a pressão por melhores resultados a fim de evitar uma queda maior na tabela e uma perigosa aproximação com a temida zona de rebaixamento, algo rotineiro nos últimos anos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »