09/10/2020 às 11h46min - Atualizada em 09/10/2020 às 11h44min

Brasil e Bolívia estreiam pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022

Seleção não deve contar com Neymar lesionado; já a Bolívia enfrenta apresenta problemas para o início da competição

Lucas de Almeida Andrade - labdicasjornalismo.com
Jogadores da seleção brasileira durante último treino antes da estreia contra a Bolívia Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Brasil e Bolívia abrem a sua jornada por uma das vagas nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 nesta sexta-feira (9). As seleções se enfrentam na NeoQuímica Arena a partir das 21h 30 em São Paulo. A partida encerra a primeira rodada da etapa eliminatória. Esta será a primeira vez que seleção brasileira jogará sem público em toda sua história.

A competição era para ter sido iniciada ainda no mês de março, mas devido à pandemia de coronavírus foi adiada para o mês de outubro. Por causa disso cogitaram uma mudança no regulamento do torneio a fim de evitar jogos acumulados em poucas datas. Porém em reunião com todas as federações sul-americanas, ficou acordado a manutenção do sistema de pontos corridos. Cada seleção fará 18 jogos e os quatro primeiros colocados se classificam para a Copa do Mundo. Já o quinto colocado irá participar de uma repescagem mundial.

O embate desta noite terá arbitragem de Leodán González , Nicolas Tarán e Richard Trinidad ambos do Uruguai. Haverá a presença do VAR nas eliminatórias. Brasil x Bolívia terá a transmissão da Rede Globo bem como do Sportv.

BRASIL 

Esta é a primeira vez na história que a seleção estreia em uma eliminatória da Copa do Mundo jogando em casa. Para o duelo contra os bolivianos o Brasil não deve contar com seu principal jogador Neymar. O craque do PSG não treinou nesta quinta-feira (8), pois está sentido dor na região lombar. Neymar continua com sessões de fisioterapia. Em seu lugar deve jogar Everton Ribeiro.

Em relação à escalação inicial o técnico Tite já definiu que Weverton será o goleiro titular no lugar de Alisson, que foi cortado por lesão. Outra novidade é a presença de Douglas Luiz, meio campista do Aston Villa, na vaga que vinha sendo de Arthur, que sequer foi chamado para os jogos da primeira rodada das eliminatórias.

A última vez que a seleção esteve em campo foi em amistoso em novembro de 2019 quando venceu a Coréia do Sul pelo placar de 3x0. Um fato curioso é que desde 1974 o Brasil não contava com o mesmo técnico da Copa do Mundo anterior. Em 1970 Zagallo foi campeão do mundo no México e se manteve no cargo. Desta vez Tite que foi o treinador na Copa de 2018 segue no comando rumo 2022.

Provável Escalação: Weverton; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Casemiro e Douglas Luiz; Everton Cebolinha, Philippe Coutinho e Everton Ribeiro; Roberto Firmino. Técnico: Tite.
 
BOLÍVIA 

A seleção boliviana está com problemas dentro e fora do gramado para enfrentar a seleção brasileira. Desde o início da pandemia de covid-19 o futebol no país esta parado. Por causa disso a confederação boliviana convocou 34 jogadores há dois meses para iniciarem os treinamentos para as eliminatórias.

Entretanto as equipes do Bolívar e Jorge Wilstermann pediram para não ter jogadores convocados, pois disputam a Copa Libertadores. Já o Oriente Petroleiro retirou três de seus jogadores dos treinamentos por causa de brigas internas com a confederação.

Por opção do técnico César Farías apenas jogadores que atuam na Bolívia vieram ao Brasil para a estreia na competição. Os atletas que atuam no exterior ficaram no país a fim de terminarem a preparação para o jogo da segunda rodada contra a Argentina. A última partida dos bolivianos foi em outubro de 2019 quando venceram a seleção do Haiti pelo placar de 3x1. A Bolívia já disputou três Copas do Mundo em sua história e sua última participação foi em 1994 nos Estados Unidos.

Provável Escalação: Carlos Lampe; Jesús Sagredo, José María Carrasco, Gabriel Valverde e José Sagredo; Carlos Áñez, Raúl Castro, Diego Wayar, Júnior Sánchez e Jhasmani Campos; Carlos Saucedo. Técnico: César Farías.
 
HISTÓRICO DE CONFRONTOS

Brasil e Bolívia já se enfrentaram em 30 ocasiões com ampla vantagem para a seleção pentacampeã.  São 21 vitórias brasileiras contra cinco vitórias dos bolivianos e quatro empates no total. A última vez que estas seleções se enfrentaram foi na abertura da Copa América de 2019, quando o Brasil jogando em casa derrotou o adversário pelo placar de 3x0.
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »